Inscreva-se na nossa LISTA VIP

E Ganhe Nosso E-Book
GRÁTIS !

🔒  Somos contra SPAM

Boa parte das pessoas buscando como melhorar a dificuldade de concentração, mal se dão conta que estamos concentrados a todo o instante, e que, com apenas alguns ajustes de foco, podemos dar um novo significado para toda a nossa atenção.

A melhora da concentração em geral traz maior produtividade acadêmica e profissional, possibilitando melhor qualidade de vida. Assim, é possível produzir mais, com menos esforço e também em menos tempo.

“A forma como a concentração e o foco funcionam para a boa produtividade é como a diferença entre pôr os olhos sobre um objeto, e enxergar de fato o objeto.”

A falta de concentração e esquecimento também se ligam para minar o nosso desempenho, já que a memória requer certo nível de atenção para funcionar adequadamente.

Todo esse efeito está nos significados que damos aos alvos da nossa atenção. Uma compreensão necessária para qualquer pessoa desejando maior desempenho pessoal.

Passamos por muitas distrações ocultas pelas comodidades tecnológicas dos tempos de hoje. E como elas nos ajudam a ganhar tempo, podem deixar a nossa atenção destreinada para certas atividades.

Por outro lado, em meio a tantas funcionalidades práticas dos eletrônicos, também aparecem diversas ocupações aleatórias que minam a nossa concentração.

Esses e outros fatores internos da nossa mente como cansaço, sono e desanimo, trazem a falta de concentração. Assim como a ansiedade, estresse e baixa motivação, que tornam o problema ainda mais difícil de lidar.

Então se você quer aprender como lidar com a sua falta de concentração e ansiedade para produzir melhor, aconselho ler as explicações e seguir todas as dicas desse artigo.

 

A Capacidade de Concentração Pode Ser Melhorada

Alguns acreditam que certas pessoas já nascem com maior facilidade de concentração e outras não. Mas na verdade, ela pode ser exercitada e melhorada gradativamente, independente de qualquer dom genético.

A capacidade de concentração funciona sobre o controle da nossa atenção, mas a sua qualidade também importa, e o ajuste do foco está no epicentro de toda a concentração de qualidade.

Pois nós não podemos focar sobre tudo ao mesmo tempo, então, definitivamente não somos multitarefas!

Em uma explicação sobre por que é tão difícil se concentrar, Greg Foot, apresentador de programa de ciências da BBC em artigo comentou:

Com certeza o conselho seria menos multifuncionalidade, certo? O problema é que já estamos viciados.

Segundo a explicação, o nosso córtex pré frontal gosta de novidades e somos recompressados com dopamina – a química cerebral da recompensa.

O apresentador ainda complementa:

Isto significa que nossa atenção sempre é sequestrada por algo mais; você simplesmente não pode resistir a esta vibração que indica que chegou uma nova mensagem de texto ou o sinal de que tem uma nova atualização no Facebook.

Tudo não se passa de um hábito, um mecanismo condicionado em nossa mente, e para contornar ele, nada como a motivação para outros hábitos.

Sozinho, o aumento da motivação para ter real desejo sobre o que se deseja cumprir, já traz grandes avanços na capacidade de se concentrar em determinada tarefa.

Neste artigo desvendaremos alguns tópicos e dicas que vão nessa direção sobre como eliminar a dificuldade de concentração e suas origens.

Também aprenderemos como manter a concentração por nos libertarmos de empecilhos que nos tornam menos produtivos.

 

Qual a Diferença Entre Concentração e Foco?

como aprimorar a concentração e foco

Você já compreendeu qual é a diferença entre concentração e foco?

É nela que mora o fator decisório sobre como ser mais produtivo, o que por outro lado, nos difere também de sermos apenas mais atarefados.

A concentração e foco parecem sinônimos, mas vou explicá-las melhor.

Elas são funções quantitativas e qualitativas do uso de recursos da nossa mente e estão presentes ao realizarmos qualquer tarefa. Juntas, podem determinar o quão bem realizada tal tarefa será também.

A concentração é o esforço mental para dedicarmos uma quantidade de atenção em uma tarefa, como lavar roupas por exemplo.

Esfregar roupas é simples e exige poucos recursos mentais, logo, exige pouca concentração. Não é preciso estar extremamente concentrado pois a tarefa é mecânica e pouco complexa.

Seria possível até ouvir música e se concentrar um pouco nas duas tarefas ao mesmo tempo, pois nenhuma estaria muito comprometida em qualidade.

Porém, o seu foco diminuiria sobre a ação de lavar roupas a partir desse momento. Ele só pode ser direcionado a uma ação por vez, e quando nos sentimos multitarefas, estamos apenas escalonando o uso do foco entre varias atividades.

Por exemplo, caso alguém viesse exigir de sua atenção para uma conversa, você não conseguiria mais curtir a música com mesma intensidade. Seus recursos auditivos estariam concentrados em mais do que curtir a música.

Essa intensidade é que se refere a capacidade do foco, um aspecto de interesse e vontade racional. Ela determina a qualidade da atenção numa tarefa em que estamos concentrados.

Somos bombardeados diariamente por diversos estímulos sonoros, textuais e visuais, tanto quanto sentimentos e pensamentos. Todos eles são trabalhados em nossa mente, por isso, consomem nossos recursos.

Esses estímulos competem pela nossa atenção, ou seja, eles exigem nossa concentração em maior ou menor nível de foco.

 

Combatendo a Falta de Concentração e Ansiedade

Como a produtividade do que fazemos passa primeiro pelo nossa concentração, assista esse vídeo do Daniel Moreira com 7 dicas muito simples de seguir:

Dificuldade de Concentração – 7 Dicas Simples Para Manter a Produtividade

A ansiedade pode ter entre seus sintomas a falta de concentração. Não por acaso, pois a expectativa e preocupação excessiva podem comprometer a atenção no presente, um momento singular para o foco.

E como explicado em artigo sobre ansiedade pelo psiquiatra Antonio Egidio Nardi:

“Quando nos preocupamos com algo que pode vir a acontecer, tomamos uma série de medidas para resolver previamente aquela situação”

Mas através de exercícios de consciência temos formas como manter a concentração em alta por treinamento. E assim trabalhá-la sobre qualquer estimulo percebido, em qualquer momento e com mais qualidade.

Nós podemos utilizar nossa concentração inconscientemente sem percebermos esforço. Ela pode estar direcionada aleatoriamente para as distração do momento, e esse é o ponto que precisamos treinar.

A melhor forma como eliminar a falta de concentração e ansiedade é utilizando a permanência constante da concentração. Mas antes de tudo é preciso deixar algo claro.

“A falta de concentração na verdade não existe. Ela sempre está presente em algo enquanto estamos conscientes, seja em maior ou menor grau de intensidade.”

O alto grau de concentração reflete na quantidade, e claro, qualidade daquilo que amamos fazer.

É o que ocorre quando ficamos vidrados em nosso time do coração, assistimos novelas, seriados ou nos arrepiamos com uma música empolgante.

Todos esses são nossos alvos de atenção com mais intensidade. Pois são objetos do nosso foco, um ímã para a nossa atenção.

Vamos agora observar um exercício precioso para contornar a dificuldade de concentração.

 

O Exercício da Mente Silenciosa

como eliminar a dificultade de concentração e ser mais produtivo

Para que a concentração seja alcançada e mantida por mais tempo, experimente fazer com que sua mente fique silenciosa.

Silenciar a mente é um bom desafio para os mais ansiosos, mas também é seu mais santo remédio.

O segredo está em preparar a mente para que ela atue atenta somente sobre a atividade de ensurdecer-se. E nesse caso, o silêncio devera ser uma atividade encontrada dentro da sua mente, como se ela estivesse vaga.

A mente silenciosa é um estado mental que todo ser humano pode alcançar, procure atingi-lo e se manter nele por algum tempo.

Com os benefícios dele, você tem:

  • Controle emocional, cardíaco e respiratório
  • Contorna a falta de concentração e ansiedade
  • Estimula um estado interno de paz
  • Diminui o estresse para enfrentar novas situações

A dica está em exercitar esse estado no momento que perceber sua falta de concentração. Então utilize essa estratégia breve como uma pilula.

Procure se perder dos pensamentos que apareçam nesse momento e foque em apenas um objetivo. Concentrar-se no vago, na ausência do pensar, refletir e entender.

Caso você seja uma pessoa com real falta de concentração e ansiedade, é aqui que surgem as dificuldades das distrações desviando você. E seu exercício é domar eles com o silêncio.

A mente irriquieta pode estar sob efeitos do estresse e outros estímulos cerebrais percebidos como inconscientes.

Não há nada de errado nisso, todos podemos ter períodos assim, mas exercitar a mente silenciosa um momento ou outro do dia é uma garantia de diminuir a intensidade das distrações.

Pratique isso momentos antes de precisar encarar uma tarefa que requer mais da sua concentração também.

Os benefícios dessa prática são muito claros – Treinar sua concentração no agora, momento que você deseja ter maior autocontrole utilizando o silêncio.

 

Combatendo a Falta de Concentração e Esquecimento

como eliminar a dificuldade de concentração

Já dizia o filósofo e psicólogo americano William James ao afirmar que:

A atenção está relacionada à habilidade de retirar o foco de determinadas coisas para que você possa prestar atenção em outras.

Primeiramente, para vencer a dificuldade de concentração e esquecimento para ser mais produtivo, é necessário compreender que uma pessoa que não consegue se concentrar não é distraída, mas está distraída.

Isso significa um estado mental estático que não a permite se concentrar em algo, pois não desviou seu foco de outro algo.

Logo, surge a importância de descobrir a real origem das distrações antes de combatê-las.

O escritor e especialista em processo de aprendizagem e memorização Renato Alves destaca no seu livro “Não Pergunte se ele Estudou” que 9 dentre 10 alunos reclamam da falta de concentração e esquecimento.

Na visão dele, é preciso compreender a origem da dificuldade de concentração já que os estados mentais são provocados por estímulos:

Internos: surgem no interior do ser humano, como: ansiedade, fome, sono, dor, preocupação, medo, etc.

Externos: dizem respeito ao ambiente em que nos encontramos, como: movimentação de pessoas, ruídos, cadeira desconfortável, iluminação ruim, etc.

Ambos: normalmente, são pensamentos involuntários originados por estímulos externos. Exemplo: ao ler a palavra carro (estímulo externo) você acaba pensando (interno) se acionou o alarme do seu veículo ao chegar na biblioteca.

 

Diminuindo As Distrações Para Produzir Melhor

Renato Alves listas algumas dicas para eliminar distrações que impedem a concentração e levam ao esquecimento.

Resumidamente, para ser mais produtivo e manter alto desempenho da memória por longos períodos de tempo, siga essas 3 dicas:

  • Organize e Prepare o Ambiente Externo
    Desligue o telefone, feche a porta rangendo, desligue a televisão e computador caso não o esteja utilizando. Organize sua mesa, ilumine bem o ambiente e sente-se de maneira confortável para começar.
    .
    Todas essas medidas são básicas pois minimizam interrupções externas quando se quer concentrar em alguma atividade com dedicação.
    .
    Essa atitude é crucial para quem precisa ter uma organização de estudos ou trabalhar em home office por exemplo. Mas infelizmente é muito negligenciada, deixando pessoas entregues as distrações externas.
    .
  • Cuide do Ambiente Interno
    Cuide dos incômodos físicos. Seu corpo precisa ter todas as necessidades atendidas antes de iniciar as atividades que pretende se concentrar.
    .
    Se sente fisicamente cansado? Descanse um pouco antes!
    .
    Está com fome, sede ou vontade de ir ao banheiro? Elimine imediatamente qualquer desconforto que possa distraí-lo no momento que precisar utilizar sua concentração e memória.
    .
  • Acalme a Mente
    Pensamentos excessivos são combustíveis para distrações e minam a dificuldade de concentração e esquecimento também.
    .
    O medo, por exemplo, pode ser uma fonte interminável de pensamentos negativos, a não ser que deixemos de nos concentrar neles.
    .
    E sensações como pressa e raiva podem ser muito fortes e drenar sua energia.
    .
    As vezes concentrar-se em pensamentos futuros seja melhor. Então visualize o que você almeja ter como resultado final na tarefa que está realizando.
    .
    Se possível, troque o seu foco para o “como” ou o “por que” fazer. Depois sim retome sua atividade para ter uma concentração mais focada.
    Em todo caso, essas dicas de concentração podem lhe render um desenvolvimento profissional mais consistente também.

 

4 Verdades Libertadoras para Aumentar a Produtividade

como ser mais produtivo

Como essa leitura também visa tratar de produtividade, quando o assunto está ligado a falta concentração é bom analisarmos algumas verdades que podem ser bem libertadoras.

A dificuldade de concentração pode aparecer em nosso caminho e roubar a nossa atenção em forma de certas crenças limitantes. Além delas nos deixarem com ansiedade, frustram nossa força de vontade de produzir.

Por isso é preciso examinar as principais delas, ressignificar todas que forem possíveis e simplesmente implementar novas crenças para motivar mais o nosso desempenho.

As crenças são ótimas para ter mais foco nos objetivos de vida e dessa forma ganharmos resiliência e uso mais pleno do nosso poder de concentração.

Sabe aqueles pensamentos que contribuem com nossos objetivos?

Pois é, são deles que estou falando.

Eles devem ser os marcos no caminho que trilhamos. E quando olharmos um trajeto já percorrido, é lá aonde devem estar, mostrando como você fez para solucionar suas dificuldades passadas.

Entenda bem o que são esses pensamentos.

Eles são uma construção positiva da sua jornada e podem ser trazidos a tona quando você desejar. Eles devem ser o alvo maior do seu foco para levar você ao seu melhor nível de produtividade.

Nossa mente é muito sugestível e podemos construir um mecanismo de crenças que nos empurre adiante, independente das dificuldades que enfrentamos.

Mas antes precisamos nos livrar das falsas, claro!

No livro “Produtividade Para Quem Quer Tempo”, o Coach e especialista em produtividade Gerônimo Theml apresenta 4 verdades libertadoras para melhorar a produtividade, vejamos elas.

Leia também → Como Se Tornar Mais Produtivo e Alcançar A Realização Pessoal

 

1. Ocupar-se não é Produzir

Muita gente acredita que se ocupar com diversas tarefas é produzir. No entanto, se encher de tarefas nada mais é do que ‘apagar incêndio’.

“Produzir é você fazer o que é necessário na direção da realização dos seus sonhos” Gerônimo ainda complementa “O resto é se ocupar”.

Uma dica que o especialista dá é programar três a seis alarmes por dia no celular. Como a maioria dos aparelhos permite atribuir um nome para o alarme, escreva algo do tipo:

  • Neste momento você está se ocupando ou produzindo?
  • Está colocando mais trabalho na sua vida, ou mais vida no seu trabalho?
  • Pausa para silenciar sua mente, o foco só dura cerca de 40 minutos
  • Está na hora de revisar tudo, veja se esteve concentrado mesmo

Com essas ações, será possível prestar atenção se o que está sendo feito no momento que tocar o alarme é realmente relevante. Assim como se está com sua performance em alta ou precisando rever ela.

 

2. As Tarefas Nunca Terminam

Essa é a verdade mais libertadora de todas. As tarefas não terão fim e não há nenhum problema nisso.

Sempre haverá algo que só será possível resolver no dia seguinte ou quando houver importância de ser feito.

“Aceite que não importa o quanto você se esforce para produzir, nunca existirá um final do dia sem tarefas que ainda precisem ser cumpridas.”

Refletir sobre essa verdade pode reduzir sua dificuldade de concentração, principalmente em tarefas que você realiza, mas tem a atenção roubada para outras que ainda não estão no momento de serem feitas.

Claro que isso tem ligação com o tempo e pode ser contornado com algum planejamento pessoal.

Quando você disponibiliza seu precioso tempo para se dedicar a prioridades, são elas que você deve se engajar, tanto em pensamentos quanto em ações.

A vida é mais do que um momento. Os objetivos devem ser constantes e infinitos, mas cada um deles no seu próprio tempo.

 

3. Você Sem Agenda Vira Agenda dos Outros

Mais um conceito que reforça a necessidade do planejamento.

É preciso definir os horários para cada tipo de tarefa e isso inclui retornar ligações, ir a consultas médicas, finalizar o projeto do trabalho, estudar, e outras coisas que se comprometeu, mesmo as de menor relevância.

“Uma boa dica é definir um canal de emergência e avisar as pessoas que possam precisar de você. Porém, deixe claro que somente em casos de verdadeira emergência poderão acionar esse canal.”

Por esse canal você responderá de forma imediata, assim não viverá com preocupações sobre as mensagens recebidas como se elas fossem algo que se perdeu por falta de comunicação.

Isso reduz a sua dificuldade de concentração e ansiedade. Pois você sabe que tudo que não esteja vindo do canal de emergência não tem a menor prioridade.

 

4. Mais Importante que a Velocidade é a Direção

Devagar e sempre deve ser uma constante para as pessoas produtivas. Pois fazer mais rápido não é sinônimo de fazer bem, pode ser apenas um jeito de fazer tudo malfeito, só que de uma forma mais rápida.

A agilidade que se ganha na produtividade requer começar de baixo, com pouca velocidade. É preciso ter paciência e consciência do que se está fazendo para melhorar em velocidade e esse é um fruto da disciplina.

“O nível de intensidade e entrega de concentração que será empregado em determinada tarefa, consequentemente definirá a qualidade que ela será produzida, e isso deve tornar o tempo secundário.”

A pressa e ansiedade não contribuirão em nada para o aumento da produtividade, pelo contrário.

Quanto maior o nível de estresse pela pressa para concluir determinada atividade, menor será o controle pessoal sobre a tarefa, e claramente mais baixa será a produtividade.

Gerônimo indica que:

“Quando se sentir angustiado ao ver quanto falta para chegar ao ponto B, pare um instante, respire, anote num papel, fale em voz alta consigo mesmo, ou então enumere para alguém todos os pontos que você já avançou em direção à sua meta.”

como melhorar a produtividadeNão podemos avaliar as coisas por quanto falta para chegar ao ponto B, mas sim por quanto já nos afastamos do Ponto A.

Todos temos nossas peculiaridades, alguns sentem mais peso de certas dificuldades do que outros. A melhor forma como eliminar a dificuldade de concentração, está boa parte em lidamos com ecos da nossa mente.

Essas são crenças que podem ser substituídas em breves momentos de reflexão, do dia para a noite, mudando a forma como encaramos nossas metas e como nos concentramos realizando elas.

Conheça os Reais Caminhos do Autodesenvolvimento

Ganhe um E-book Grátis e receba nossa serie de desenvolvimento pessoal para você superar os seus limites
Entre para a nossa LISTA VIP