Inscreva-se na nossa LISTA VIP

E Ganhe Nosso E-Book
GRÁTIS !

🔒  Somos contra SPAM

Você sabe como vencer o medo e ter mais controle sobre essa emoção tão limitadora?

De acordo com o dicionário:

“O medo é um estado afetivo suscitado pela consciência do perigo ou que, ao contrário, é um estado mental que induz essa consciência”.

É uma sensação que faz parte do nosso sistema de defesa e de preservação natural. Pode as vezes até parecer ilógico e irracional, mas tem sempre um gatilho motivador para se desencadear em nossa mente.

Claramente a sensação de medo, pavor ou pânico, tem dimensões e origens diferentes e que estão presentes em todos nós.

Nem mesmo os mais corajosos conseguem superar a natureza do medo instintivo como o temor do desconhecido ou o receio sobre algo que pareça duvidoso.

Mas o medo irracional é algo que pode ser controlável pela nossa mente e existem ferramentas do desenvolvimento pessoal que foram feitas para lidar com ele. E são chamadas de gatilhos e ancoras.

Nesse artigo vamos descobrir as melhores maneiras de vencer o medo e aprender a criar uma ancoragem que tem potencial de reverter qualquer situação, despertando a coragem que todos também temos dentro de nós.

Acompanhe!

 

O Que é Medo Irracional e Ansiedade?

O medo irracional é uma manifestação da sensação de temor sem um perigo real e concreto, como o medo do escuro ou de alturas por exemplo.

Por menor que sejam os riscos do escuro, o histórico de criaturas peçonhentas se aproveitarem dessa situação existe. E por mais seguros que estejamos de uma queda das alturas, probabilidades ainda existem.

O nosso cérebro sabe reconhecer os riscos, e por menores que sejam, ele sempre os considera relevantes. A psicologia do medo tem motivações lógicas, mesmo sobre o que mais parece irracional.

Por preservação, nossa mente pode superestimar o perigo e reagir com sensações pouco racionalizadas. Aquela que chamamos de medo irracional.

Superar eles não é uma tarefa fácil. Aliás, eles nunca foram tão difíceis quanto nos últimos tempos.

Como Funciona o Medo, Dessensibilização e Terapia implosiva (Inundação)

Uma pesquisa do Instituto Nacional de Saúde Mental dos EUA mostrou que 31,1% dos americanos passa por algum tipo de transtorno de ansiedade em algum momento de suas vidas.

Os números de pessoas com ansiedade é assustador e dez vezes maior do que a geração anterior que cresceu durante a década de 80.

Mas o que tem a ver o medo irracional com a ansiedade?

Bem, a ansiedade é definida por se tratar do medo antecipado sobre algo que pode ou não acontecer. Isso significa que, 1/3 da população sofre constantemente o medo de algo irreal.

Entre eles, os mais retratados estão o medo de dirigir veículos, falar em público e de não ser aceito socialmente.

Ainda que você não faça parte da parcela que está sempre temendo que algo ruim aconteça, em diversos momentos da vida você se encontra ansioso ou incomodado com algo.

Medo é um dos maiores inimigos psicológicos deste tempo e já virou parte da rotina de muitas pessoas ao redor do mundo.

 

Quais As Raízes Dos Nossos Medos

como acabar com o medo programando a mente

Sentir medo não é uma coisa ruim que imediatamente lhe torna uma pessoa covarde.

Uma das condições que trouxeram a raça humana até onde estamos foi o medo que nossos ancestrais sentiam para fugir de possíveis ameaças.

Muitas dessas experiências que nossos antepassados foram expostos nos marcam hoje no instinto de preservação, elas são as raízes de todos os nossos medos.

Dessa forma, a nossa evolução genética fez com que nosso cérebro ganhasse grande sensibilidade de percepção as incertezas também.

Em cenários desconhecidos que nunca experimentamos antes, ou naqueles em que já tivemos experiências ruins, o medo nos garante cautela para nosso gene prevalecer, nos tornando sobreviventes.

Ainda que nosso cérebro tenha mudado muito no decorrer dos anos, ainda é no sistema límbico, região mais central e profunda do cérebro, que estão nossos sentimentos primitivos de medo.

Quando nos deparamos com uma situação de perigo diante de um animal selvagem, por exemplo, existe um mecanismo genético todo preparado para funcionar.

Os impulsos são enviados para a amígdala cerebral. Ela é a responsável por nos fazer agir de forma instintiva – pulando para trás, correndo ou até mesmo atacando.

Em tempos contemporâneos e com o cérebro mais evoluído, o medo é muito explorado por nós conscientemente. Ele está até mesmo em nosso modo de aprender.

É verdade que a imprensa e os políticos usem do medo para nos atingir na comunicação. Eles estão nos crimes, desemprego, saúde, nos programas policiais e nas especulações dos mercados.

O politica do medo pode ser apenas uma propaganda eleitoral, mas se deixarmos, ele também pode acabar com a nossa razão.

 

Como Acontece a Síndrome do Panico?

como vencer o medo com um técnicas de pnl

O medo de não ser aceito é a grande ameaça a essa geração e tem sido responsável por desenvolver inúmeros problemas psicológicos ligados as emoções nas pessoas.

De acordo com uma pesquisa realizada pela JWT -- J. Walter Thompson Intelligence, agência de publicidade norte-americana:

“De um grupo de 1.270 ingleses e americanos, 38% deles admitiram ter medo de rejeição social.”

Como vencer o medo irracional é a chave para evitar que sua vida vire de cabeça para baixo. Porem, ao darmos muitos sentimentos para ele, pode se manifestar o que conhecemos como pânico.

Ao sentirmos medo, o cérebro inibe a liberação de hormônios benéficos no organismo e libera outros que trazem malefícios físicos e psicológicos.

Quando este ciclo acontece repetidamente, o corpo se acostuma com o processo e passa a fazê-lo de forma involuntária, trazendo medos irreais.

Como o medo ativa o nosso sistema defensivo, é bem provável que ao sentir ele, você deixe de enfrentá-lo para se prevenir contra os objetos do medo irreal.

Isso tem impactos profundos nas relações interpessoais amorosas, familiares, profissionais e sociais, como você deve imaginar.

Quando isso passa dos limites, o cérebro entra numa espécie de curto-circuito, não sendo mais capaz de responder aos estímulos de maneira consciente.

São estes casos que desencadeiam ataques de pânico.

O trauma é tão grande que impede a pessoa imaginar desfechos para problemas simples, que na verdade, não são dignos do medo.

Esse sentimento pode ser superestimado como uma ameaça real e faz com que o cérebro libere uma carga de cortisol, mesmo hormônio descarregado durante fases de estresse.

Os efeitos dele sobrecarrega o córtex frontal, responsável pelo armazenamento da memória de curto prazo também.

Popularmente, chamamos isso de “branco” e pode prejudicar um candidato que, durante um vestibular, sente medo de não ser aprovado por exemplo.

 

3 Maneiras de Superar o Medo e Ansiedade Crônica

Como Vencer o Medo com gatilhos mentais

Quando a amígdala cerebral tem alguma disfunção, ela começa a se estimular de forma descontrolada e causa a ansiedade crônica.

Esses transtornos de ansiedade são comuns e podem até desencadear o medo do medo. E seria atormentador conviver com eles sem qualquer forma de contorná-los.

Existem diversos remédios para controlar a frequência com que esta parte do cérebro entra em ação, mas é possível contornar seus efeitos com métodos singulares e sem quaisquer efeitos colaterais.

É possível contornar qualquer precipitação psicológica que traga descontrole ou medo irracional. Por isso é interessante examinarmos essas alternativas científicas que auxiliam em como superar o medo.

A técnica mais difundida entre elas atualmente é a terapia cognitivo-comportamental (TCC).

Através dela, mudamos a forma como enxergamos a realidade, evitando aquilo que antes estimulava a amígdala a entrar em ação e desempenhar esse papel.

Esses estímulos são conhecidos como gatilhos mentais. Eles geralmente são uma situação que nos arremetem a um sentimento.

Utilizando deles é possível acabar com a ansiedade e superar o medo por dar um novo sentido ao gatilho da sensação de pânico, fobia ou terror causados por um acontecimento traumático por exemplo.

No entanto, a maneira mais convencional de utilizar esta técnica pelo TCC é no consultório de um terapeuta.

Ele é capaz de acessar os temores enraizados no subconsciente e ajudar em como perder o medo, fazendo que a mente volte a funcionar equilibrada.

Porém, existem também métodos que podem ser realizados em casa e sem o acompanhamento profissional – e são tão efetivos quanto as soluções mais tradicionais.

Vejamos mais sobre eles a seguir.

 

1. Como Eliminar o Medo pela Dessensibilização

como tratar o medo com dessensibilizaçãoAs vezes ativar gatilhos negativos podem ser uma maneira de eliminar o medo bem eficaz.

Estranho?

A experiência ocorreu na Universidade Northwestern pela neurologista Khaterina Hauner. A técnica, que foi apelidada de dessensibilização, deu certo ao tratar pessoas com fobia de aranhas.

Um grupo de pessoas que sequer conseguiam olhar para uma aranha foram sendo expostos ao animal, várias vezes, respeitando sempre seus limites, até onde eram capazes de chegar.

Quando o estudo terminou, a grande maioria dos participantes conseguiu chegar bem mais perto e até tocar no aracnídeo.

Notoriamente os pacientes ganharam maior inteligência emocional e venceram a insegurança em um processo de plasticidade cerebral durante a terapia.

Monitorando os cérebros dos voluntários, Dra. Hauner percebeu que o eles haviam sofrido alterações físicas.

De acordo com a especialista, a rede de neurônios que estava ligada ao medo se reorganizou para poder responder adequadamente àquela situação.

Como vencer o medo é um dos principais objetos de estudos dos cientistas. Essa pesquisa fez realmente sucesso e rendeu publicações muito famosas.

Afinal, todos nós passamos por situações traumáticas e é grande a porcentagem de pessoas que desenvolvem transtorno de estresse pós-traumático depois de experiências ruins.

A forma como cada pessoa lida com isso é diferente e, nos casos mais graves, pode gerar até isolamento social.

Atitude típica de pessoas que adquirem fobia social, um problema no qual o indivíduo, quando interagindo com outros, sofre uma apreensão e aversão às pessoas.

Muitos nunca conseguem se recuperar totalmente de certos traumas. Mas a dessensibilização para vencer o medo busca curá-los antes que tal trauma vire um gatilho mental disparado sem critérios.

Leia Também → Entenda A Inteligência Emocional e 16 Maneiras De Melhorá-la

 

2. Como Vencer o Medo com Auto-hipnose

como usar gatilhos mentais para o medo

Certamente essa é a técnica mais famosa garantindo como vencer o medo sem auxílio de profissionais.

A auto-hipnose é uma maneira autônoma de acessar o subconsciente por um estado de relaxamento profundo. Diferente da hipnose clássica, que requer acompanhamento de um terapeuta.

No entanto, a técnica requer previamente que o praticante prepare um roteiro com os pensamentos e frases de indução que utilizara ao aplicar em si mesmo.

Quando se está nesse estado alterado de consciência, é possível se comunicar diretamente com o subconsciente, o lado oculto da nossa mente e dono de todas as nossas memórias.

É uma das maneiras mais efetivas e experimentadas de lidar com ataques de pânico. Pois a hipnose ajuda o indivíduo a pensar ser possível encarar uma situação na qual antes era muito atormentadora.

Como somos aquilo que sentimos, logo, podemos alterar o modo como agimos nas situações que determinamos por hipnose. Pois com ela, nosso inconsciente fica completamente suscetível a sugestões.

Existem muitas formas como se ajudar com a hipnose. Com ela, podemos incutir a coragem, seja através de um simples mantra ou simulando memórias de superação como fossem reais.

Essas ações da hipnose possibilitam modificar a mente, seus padrões de comportamento e também a forma como se sentir e pensar.

“Parece mágico, mas não se passa de um condicionamento mental na forma como vencer o medo sendo feito diretamente no nosso subconsciente.”

É uma verdadeira forma de ludibriar a própria mente para ela adquirir sensações e experiências sem as ter vivido ou superado verdadeiramente.

A área da hipnose é amplamente explorada pela medicina e utilizada por anestesistas, dentistas e terapeutas no mundo todo. E acredite, sua fama não é por um acaso.

Leia Também → 15 Fatos da Hipnose e Sua Ciência Que São Surpreendentes

 

3. Como Superar o Medo pela PNL

como perder o medo com PNLUma das maiores maneiras de vencer o medo acontece na PNL, a conhecida Programação Neurolinguística.

A PNL é uma tecnologia e seu nome verdadeiro é meta modelo de linguagem. Ela reúne as ferramentas mais famosas dos psicólogos, terapeutas e linguistas do nosso século.

Ela nasceu de estudos feitos com grandes autoridades das áreas sociais e humanas e inclusive se baseia na própria hipnose, sendo considerada uma evolução natural dessa técnica tão famosa.

Certamente você já ouviu falar dela, pois sem dúvidas é a mais famosa ferramenta para aprimorar o autocontrole conhecida hoje.

E claro, por ser muito versátil, ela é a notável responsável pela popularização das técnicas de desenvolvimento pessoal tão disseminadas pelos coaches nos dias de hoje.

A programação neurolinguística se baseia em nossos canais de comunicação para, entre outras coisas, reprogramar a mente, nos livrar de fobias, ganhar confiança, e claro, superar o medo.

Através dela, o praticante também aprende a criar gatilhos mentais como em outros métodos. Mas uma ferramenta também especial na forma como vencer o medo através da PNL se dá pela ancoragem.

As ancoras da PNL, são complementares aos gatilhos mentais, e estimulam sensações que impedem que a amígdala dispare em momentos do medo irracional.

O mais interessante é que após ter o conhecimento da ferramente, o praticante pode utilizar ela para muitos fins diferentes. Aliás, por isso essa ferramenta foi escolhida para eliminar o medo nesse artigo.

Leia também → Quais Os Benefícios da PNL – A Tecnologia Para Desenvolver O Sucesso

 

Qual a Diferença de Gatilhos e Ancoras Na PNL

ancora amarrada a uma corda em forma de cerebroÉ interessante saber qual é a diferença entre gatilhos mentais e ancoras na PNL. Até porque ambos ocorrem ao mesmo tempo e tornarem-se confusos.

Diferente dos gatilhos mentais, que são as motivações que estimulam nossas sensações, as ancoras são os estímulos desencadeados pelos gatilhos.

Deixe lhe explicar melhor.

Para que o cérebro não gaste energia com escolhas simples, ele cria gatilhos mentais.

Significa que, diante de algumas percepções(gatilhos), nosso cérebro toma decisões inconscientes que evitam que você gaste muita atenção em determinado assunto ou experiência já conhecida.

É como entrar em estado de alerta sempre que atravessar a rua por já ter sido atropelado por um carro, por exemplo.

Parece uma coisa boa, não?

Bem, na verdade, os gatilhos podem ser condicionados sem a nossa consciência e tornarem-se muito prejudiciais também. É por esse mecanismo que boa parte das nossas crenças limitantes nascem.

As ancoras são as sensações propriamente ditas, e podem se dar de forma inconsciente, mas na PNL, podem ser induzidas. Elas podem surgir por nada mais além dos sinais de nossos canais sensoriais.

O exemplo clássico de uma ancora é quando ouvimos aquela vinheta do plantão da Globo. Nesse momento, nosso cérebro pode esperar o pior, uma má notícia, algo grave que aconteceu.

Quem morreu, será o papa, o presidente?

Nosso cérebro recebe a sensação de temor, alerta e curiosidade imediata, que foram as ancoras condicionadas pelo gatilho da famosa vinheta.

Você já esteve algum momento passando por um local e sentiu um perfume muito familiar que lhe faz lembrar de algo especial?

Então, a sensação de nostalgia é uma ancora viva que você traz na sua memória.

Talvez seja uma ancora que lhe liga a uma pessoa, pois relaciona ao cheiro dela. O perfume é o gatilho para aquela lembrança, pessoa ou sensação.

 

Como Fazer A Coragem Sobrepor O Medo

Imagine-se agora na sala de espera de um escritório onde realizará uma entrevista de emprego.

Muitas pessoas ficam com suas mentes inundadas de pensamentos negativos, gerando ansiedade e limitando o seu verdadeiro potencial nesse momento.

Isso desencadeia suadouro, a pessoa começa a gaguejar e as vezes tremer.

Com a PNL, você pode tornar o momento diferente criando um gatilho mental para ancorar a coragem, confiança e assim controlar a situação.

Você pode gerar uma presença pessoal totalmente nova e assim programar a mente para que, no momento que cumprimentar o recrutador, uma transformação interna aconteça instantaneamente.

Acha isso um conto mágico da ficção?

É possível criar um gatilho mental para ancorar um trunfo para qualquer momento que seja necessário mais controle de uma sensação. Seja ele para esquecer a fome, para ficar em estado de alerta quando estiver sonolento ou para se alegrar um pouco mais quando for necessário.

A nossa mente é capaz de criar coisas incríveis, e a programação neurolinguística é uma das maneiras de vencer o medo e ansiedade mais promissora que você terá noticia.

Por isso, vou lhe ensinar como criar um gatilho mental, uma bela solução para ancorar a coragem em você no momento que precisar que ela apareça.

Essa técnica é versátil, e seguindo ela você pode adaptar para qualquer necessidade que precise modificar seu estado interno e que vai além de vencer o medo e a ansiedade.

 

Criando um Gatilho Mental Para Ancorar A Coragem

Nós vamos aprender como criar um gatilho mental da coragem através de associações com um exercício de PNL. Ele consiste em fazer um breve relaxamento e esvaziando a mente completamente.

Após esse estágio podemos criar uma ancora e vincular ela a um gatilho que funcionará como um verdadeiro interruptor para ligarmos um processo neurológico.

Essa é uma ótima técnica ensinando como vencer o medo e ansiedade para qualquer ocasião, e para isso, é necessário fazer emergir a coragem, que é a exata sensação oposta.

Basta você seguir essas instruções e a exercitar na tranquilidade da sua casa. É necessário apenas uma única sessão para que os efeitos sejam frutíferos.

Construindo Sua Coragem Por Um Truque Mental

  1. Sentado de pernas cruzadas e com os olhos fechados, faça um exercício de respiração. Respire e inspire profundamente até 5 vezes, calmamente e se concentrando no absoluto nada.
    .
  2. Concentrar-se apenas nos movimentos involuntários da sua respiração natural, tranquilamente. Pense apenas no seu corpo confortável por um tempo e aprofunde seu relaxamento.
    .
  3. Lembre um momento marcado pela atitude de coragem na sua vida e escolha uma cor para simbolizá-lo. Aconselho cores quentes como vermelho, que segundo a psicologia estimula tanto atitude quanto coragem.
    .
  4. Tenha certeza de relacionar bem a sensação a essa cor, para isso, lembre-se da atitude, simule a sensação e visualize ela sendo feita na cor escolhida. Utilize imaginação e associação.
    .
  5. Em estado de relaxamento e sentado, imagine-se em uma sala com piso quadriculado. Veja-se sentado na mesma posição real em que você está praticando o exercício.
    .
  6. Agora, escolha um gatilho. Pode ser um estalar de dedos, um puxão de orelha ou qualquer movimento que você nunca faz. Ele será o “botão” para ancorar sua coragem.
    .
  7. como vencer o medo com um truque mentalImagine a cor da coragem surgindo de seu corpo lentamente e preenchendo o piso quadriculado. Faça isso devagar e ative seu gatilho, cada vez que sentir a coragem simulada por você.
    .
  8. Comece a se levantar durante o exercício de olhos fechados enquanto a cor toma conta de tudo. Faça devagar, crie tudo em sincronia enquanto levanta-se mentalmente também.
    .
  9. Agora de pé, volte a respirar mais intensamente. Com mesma proporção, sinta a coragem em energia e cor invadindo as paredes, colorindo o teto e tomando o seu corpo por inteiro.
    .
  10. Torne a cor dessa coragem muito mais viva, brilhante e mais forte ainda, sempre concentrado na sensação de coragem intensamente. Ative o gatilho mais uma vez quando sentir ela presente
    .

Considerações Pós Exercício

Lembre-se de reforçar o seu gatilho cada vez que sentir a coragem, para assim a ancora estar realmente bem presente em você.

É possível que seu corpo arrepie ou se aqueça, deixe emoções surgirem e as aproveite para um melhor exercício.

Terminado o exercício você pode começar a abrir os seus olhos sem problemas. Certamente a sensação da coragem não deixará você relaxado quando a sentir verdadeiramente.

Toda a vez que precisar fazer a coragem vir a tona para vencer qualquer medo, basta fechar os olhos, respirar e ativar o gatilho imaginando aquela cor que a representa.

A sensação de coragem deve surgir instantaneamente caso você tenha criado um gatilho e ancorado bem forte.

Recomendo utilizar essa técnica de PNL sempre que necessário e não deixe no esquecimento, isso a tornará cada vez mais marcante e pode durar para sempre.

 

Como Cria Um Amuleto Da Sorte

O conceito do gatilho e ancora é parecido com a ideia do amuleto da sorte, aquele pequeno item que parece fazer com que tudo dê certo enquanto você o tem em posse.

Na verdade, carregá-lo apenas mantêm ativo o gatilho da sorte em sua mente, fazendo com que você se sinta mais confortável e confiante na tomada de decisões.

O efeito psicológico da sorte surge quando você ganhe vantagens, por exemplo, e esteja vestindo sempre a mesma camisa ou objeto elencado como amuleto da sorte por você nos momentos de vitórias.

Manter a sorte é se prender a sensação de sorte que está ao seu lado, por carregar aquele amuleto. Sendo assim, o amuleto é um gatilho, enquanto a sorte é uma ancoragem.

No entanto, a técnica apresentando como vencer o medo desse artigo não precisa de cores ou objetos necessariamente.

como acabar com medo com técnicas mentais

Não é necessário uma ferradura nem pé de coelho.

Tudo pode ser feito associando episódios de coragem, humor ou alegria a sons de músicas, perfumes e, após aprimorar a técnica, até mesmo com imagens que estejam na sua memória.

Caso você crie um gatilho através do estalar de dedos, sempre que realizar esse gesto, a mente trará à tona quilo que vinculou ao movimento, involuntariamente.

Sua coragem pode brotar até mesmo imaginando a cor bem viva na sua mente e sem movimentos, para fazer isso é só questão de exercitar.

Praticando gatilhos mentais e as ancoras, será muito mais fácil encarar vários desafios que lhe trazem medo com mais controle sobre suas emoções.

Eles podem ser o seu amuleto da sorte e só depende de você!

Conheça os Reais Caminhos do Autodesenvolvimento

Ganhe um E-book Grátis e receba nossa serie de desenvolvimento pessoal para você superar os seus limites
Entre para a nossa LISTA VIP