Você é uma pessoa que esquece quase tudo que aprende dias depois? A má memória está dificultando seriamente o seu progresso? Se sim, não se preocupe. Esse artigo sobre técnicas de memorização é para você!

Ao aplicar as técnicas de memorização desse artigo, você pode aumentar significativamente seu poder de memória.

Sim, você praticamente consegue se lembrar de quase tudo!

Enquanto a maioria das pessoas esquece coisas que aprendem em poucos dias, algumas têm uma memória excepcional. Você já se deparou com essas pessoas?

 

Uma Enciclopédia Ambulante?

Uma enciclopédia ambulante é alguém com um conhecimento inspirador de diversos assuntos e tópicos. No momento em que alguém lhe fizer qualquer pergunta sobre qualquer coisa, o questionador receberá a resposta certa dele (ou dela) com os fatos apropriados.

Como isso é possível?

Todas as enciclopédias ambulantes têm superpoder de memória!

Em primeiro lugar, todas as pessoas conhecidas em seus círculos como “enciclopédias ambulantes” têm uma memória incrível!

Muitos filósofos, cientistas e professores andam como enciclopédias (não todos!). Eles são bons não só em armazenar fatos, mas também são capazes de processar os dados para obter uma excelente análise.

Sua memória é tão poderosa que eles são capazes de reter e recuperar tantas informações, à vontade.

Sua memória é ruim porque você estava aprendendo do jeito errado!

gráfico da curve do esquecimento de EbbinghausSe você não conseguir reter o que aprendeu depois de alguns dias, pode haver um problema fundamental em seu aprendizado. Você pode estar participando de muitas aulas ou lendo uma pilha de livros, mas você não estava armazenando informações de forma eficaz.

Você não está sozinho.

A maioria das pessoas retém apenas 21% do que aprende, após 30 dias! Isso significa que cerca de 80% do esforço que você faz para aprender se perde em questão de um mês! Uma grande perda!

No entanto, essa perda pode ser minimizada se você praticar as técnicas de memorização discutidas neste artigo.

Você deseja ser uma ‘enciclopédia ambulante’ – alguém com um conhecimento impressionante de diversos assuntos?

Acredite, se você realmente quiser, você pode!

A memória resume-se sobre como você aprende. Seu poder de memorizar depende de como você treina seu cérebro.

 

33 Técnicas de Memorização Para Lembrar-se de Qualquer Coisa

Neste artigo, vou explicar 33 dicas de memória altamente úteis para aumentar seu poder de memorizar. O ato de memorizar é fácil se você aplicar essas técnicas mnemônicas (truques para ajudar a lembrar fatos ou uma grande quantidade de informações usando rimas, acrônimos, imagens etc).

 

1. A Grande Técnica do Retrato – Aprenda do Geral ao Específico

Não comece a memorizar o que você vê, ouve ou lê. Entenda o contexto maior.

Aprenda do geral ao específico.

Dê um passo atrás e olhe para o quadro geral. Faça o tópico ser significativo.

Por exemplo, se acontecer de você ouvir sobre Iluminismo ou Renascimento na História da Inglesa, Holanda e França, não tente empilhar isso diretamente. Em vez disso, tente ver a imagem completa.

Em que período da história Europeia eles estão associados? É a antiga Europa, a Europa medieval ou a Europa moderna?

É a antiga Europa, certo?

Uma vez que você conserte isso em sua mente, imagine o período de tempo do Iluminismo e Renascimento da Cronologia da história da Europa. Se você olhar para a cronologia, pode entender facilmente que Iluminismo e Renascimento são ideias da liberdade politica e econômica (defendida pela burguesia) – no século XVII e XVIII.

Se você começar a aprender com este contexto geral (imagem maior) em mente, você compreenderá melhor. Além disso, o conceito ficará na sua memória por mais tempo. A técnica de imagem grande é útil não só para a História, mas também para todas as disciplinas como Geografia, Politica, Economia etc.

 

2. A Técnica de Filtragem – Descubra o que é Importante

Descubra o que é ImportanteA cada segundo, você alimenta muitas coisas em seu cérebro. Quando você lê, escreve, vê, ouve, toca – há muitas entradas de informações em seu cérebro. São todas importantes o suficiente para alocar seu espaço cerebral?

A arte da memória é a arte de selecionar o que lembrar, em primeiro lugar. Não há necessidade de lembrar uma senha antiga, que você mudou há 5 anos.

Você deve esquecer coisas sem importância para se concentrar nas coisas importantes. Na verdade, existem situações em que o esquecimento ajuda você a aprender (e memorizar).

Portanto dê enfase ao importante nas suas técnicas de memorização, não importa qual adotar. Seja seletivo e filtre o que sai do contexto para uma síntese adequada da informação primordial que deseja gravar.

 

3. A Técnica de Memória Organizadora – Armazene as Informações de Forma Eficaz

Armazene as Informações de Forma EficazInformações organizadas são mais fáceis de encontrar.

Por exemplo, os eventos na História podem ser organizados em ordem cronológica. As disposições da Constituição Brasileira podem ser memorizadas, organizando-as em artigos e códigos, assim como a forma como a constituição é escrita.

Quando você conhece os códigos, sabe do que se tratam e os artigos que os englobam. É como uma gaveta com uma etiqueta na qual você sempre terá acesso a esses conhecimentos por ordem e relevância.

Além disso, não leia apenas, entenda. A menos que isso aconteça, você não reterá muito.

 

4. A Técnica ‘Criar Interesse’ – Esteja Genuinamente Interessado no Assunto que Você Estuda

Esteja Genuinamente Interessado no que Você EstudaVocê absorverá naturalmente mais nas áreas de seu interesse.

Quais assuntos te excitam? Quais são os assuntos que você não gosta muito? Analise por que você não gosta de tais assuntos?

É por causa do professor ou seu modo de apresentação? Ou é porque você perdeu as aulas básicas que tópicos avançados agora são difíceis de entender?

A dica mais importante para gerar interesse em qualquer assunto é relacionar o que você estuda com sua vida diária. Envolver suas emoções também ajudará.

Por exemplo, quando você estuda a taxa de câmbio e sua conexão com as exportações e importações em Economia, conecte-a ao que você come ou bebe. Relacione esse conhecimento com a importância para o preço de uma simples maçã, ou da cerveja que você mais gosta, assim é bem fácil de entender.

 

5. A Técnica da Memória da Pedra Angular – Obtenha a Ideia Básica Primeiro

Obtenha a Ideia Básica PrimeiroÉ sempre fácil aprender um novo assunto se você tiver alguma ideia básica sobre ele. É por isso que nós do Aprimore Sua Mente sempre enfatizamos a importância de construir conceitos fundamentais.

Se seus fundamentos são fracos, gaste algum tempo para construir o básico.

Comece nos textos escolares sempre que possível. Os textos escolares, em geral, são escritos na linguagem mais lúcida sem perder a essência de conceitos complexos.

Depois dessa fase seu cérebro já criou ligações neuronais que tornarão qualquer informação nova sobre determinado tema mais significativos. Eles entrarão em sua rede, serão realmente vinculados aos conceitos fundamentais sobre o tema.

Aqui nesse texto por exemplo, você já tem um fundamento sobre nossas ligações neuronais e sempre que tiver informações novas sobre esse assunto, elas estarão mais acessíveis em sua memória.

 

6. A Técnica Mnemônica de Conexão – Criar Associações

Criar AssociaçõesAssocie novos dados aos dados já gravados em seu cérebro.

Lembro-me de muitas coisas ligando-o a outras coisas.

Às vezes você precisa deliberadamente criar associações.

Por exemplo, suponha que você tenha um colega chamada Elisabete. Você continua esquecendo o nome dela, resultando em constrangimento sempre que a encontra.

No entanto, você notou que ela tem cabelos lisos.

Essa é a conexão!

Da próxima vez, quando a vir, conecte o cabelo lisos com ‘Elisabete’. Você não vai esquecer!

 

7. A Técnica do Modelo Mnemônico – Crie Modelos, Gráficos, Mapas Mentais etc

Crie Modelos, Gráficos, Mapas Mentais etcModelo Mnemônicos é tudo sobre a compreensão de uma coisa complexa usando um modelo. Em um Modelo Mnemônico, algum tipo de representação de modelo é construída para entender e recuperar informações importantes.

Você não se lembra como você estudou o ciclo do nitrogênio? Foi representado usando um modelo de sequência circular, certo? Este é um exemplo de mnemônicos do modelo.

Modelos de sequência circular, modelos de pirâmide, gráficos de pizza, sequências de caixa e até mesmo os mapas mentais são exemplos de modelos mnemônicos.

A muito tempo, gênios como Leonardo Da Vincci vem usando mnemônicos de modelo em seus materiais de estudo. Eles sempre incluíam modelos (mapas mentais, gráficos, imagens) em suas anotações para tornar o entendimento simples e a construção de suas invenções bem claras em suas mentes.

 

8. Técnica de Mnemônicos de Frases – Crie uma Frase Usando a Primeira Letra das Palavras-Chave

Crie uma Frase Usando a Primeira Letra das Palavras-ChaveComo você se lembra dos nomes dos nove planetas? Basta usar a primeira letra dos planetas e criar uma frase interessante que seja fácil de lembrar. Essa técnica de memorização também é conhecida como acrósticos, palavras cruzadas, mnemônicos de palavras ou mnemônicos de expressão.

Um acróstico é uma frase inventada em que a primeira letra de cada palavra é uma sugestão para uma ideia que você precisa lembrar. Veja o exemplo abaixo:

Mercúrio, Vênus, Terra, Marte, Júpiter, Saturno, Urano, Netuno e Plutão – “Minha Vó Tem Muitas Jóias, Só Usa No Pescoço”.

É fácil para qualquer um que estuda biologia lembrar a ordem da taxonomia – Reino, Filo, Classe, Ordem, Família, Gênero e Espécies? É difícil, a menos que você tenha algum truque com você. Aqui está a frase que você deve se lembrar.

Reino, Filo, Classe, Ordem, Família, Gênero, Espécie – “Rei Felipe Casou Ontem Fazendo Gestos Escandalosos”

Os estudantes de física que estudam estrelas precisam lembrar a classificação espectral das estrelas. A maioria das estrelas é atualmente classificada usando as letras O, B, A, F, G, K e M, uma sequência que vai do mais quente (tipo O) até a mais frio (tipo M).

O, B, A, F, G, K e M – difíceis de aprender? Eu aposto que você não vai encontrar dificuldade em aprender o mnemônico para isso – “Oh Benzinho, Agora Fiquei Gamado, Kiss Me”.

Dica adicional: Na era on-line, você pode encontrar uma ferramenta de software para quase tudo. E também encontramos um gerador mnemônico on-line. Se você não tem uma mente criativa para inventar novos acrósticos, este gerador acróstico pode cuidar disso. Basta digitar suas palavras-chave, ele irá criar uma frase fácil de lembrar para você! Apenas sente-se! Relaxe!

 

9. Rima de Técnica Mnemônica para Memória – Crie um Poema Ligando os Itens Comuns

Crie um Poema Ligando os Itens ComunsEntre as técnicas de memorização mais elegantes que existem, essa se supera!

Quais meses têm 30 dias e quais tem 31? Como você se lembra

disso?

Você já memorizou o mnemônico abaixo? Se não, você pode nos agradecer depois.

Trinta dias tem setembro,
Abril, junho e novembro;
Todos os demais têm trinta e um,
Exceto um, fevereiro;
Que tem vinte e oito dias,
Menos em ano bissexto

A técnica de mnemônica Rima também é conhecida como mnemônica de ode.

 

10. Técnica Musical Mnemônica – Dê uma Música Para o Que Você Quer Memorizar

Dê uma Música Para o Que Você Quer MemorizarJá vimos o quão útil pode ser um mnemônico rimado. Uma técnica relacionada é a música mnemônica – isso consiste em converter o que nós memorizamos em uma música. Mas basta apenas dar um toque musical ao que você está tentando lembrar.

Eu não preciso enfatizar o poder da música. A maioria das pessoas lembra a letra das músicas melhor do que a prosa. É fácil aprender e lembrar a música. Por exemplo, muitas crianças aprendem o ABC cantando a música “ABC”.

As Musicas Mnemônicas funcionam melhor com longas listas. Ela pode também contar uma história bem cheia de acontecimentos como é o caso da musica Faroeste Caboclo ou Eduardo e Mônica do Legião Urbana.

Certamente o valor dessa técnica de memorização, intencionalmente ou não, transformou elas em músicas memoráveis.

 

11. Técnica Mnemônica do Acrônimo – Crie um Acrônimo Para as Palavras-chave

Crie um Acrônimo Para as Palavras-chaveO cérebro prefere pequenos pedaços de dados do que os longos. Então crie acrônimos quando precisar lembrar de muitas coisas.

Deixe-nos dar alguns exemplos.

Como você deve se lembrar dos mais importantes rios do Brasil – Rio Amazonas, Rio Paraná, Rio Madeira, Rio Purus, e Rio São Francisco? Use a sigla – APMPS.F. Sim, é tão fácil quanto isso!

Cores do arco-íris? Eu sei que você já sabe disso – Violeta, Índigo, Azul, Verde, Amarelo, Laranja, Vermelho. Como você aprendeu isso? Qual foi a sigla usada? É o VIAVALV.

Se você é estudante de biologia, deve ter estudado os estágios da mitose (divisão celular) – prófase, metáfase, anáfase e telófase. Ainda me lembro de como minha professora explicou isso com um acrônimo. Sua sigla era P-MAT e é super fácil!

 

12. Técnica Mnemônica de Organização – Notas de Impulsionamento de Lembranças

Notas de Impulsionamento de LembrançasSe houver uma organização adequada em suas anotações, isso aumentará o aprendizado. No sentido de que a organização das notas pode promover a recordação, é também um dispositivo de memória (mnemônico).

Três exemplos de organização de formatos de notas que promovem a recordação são os seguintes:

Notecards – Notecards são uma maneira fácil de organizar ideias principais e detalhes relevantes a serem recuperados. Se as ideias principais são formatadas em possíveis perguntas de teste, os notecards podem dar aos alunos a prática de ver perguntas e recordar suas respostas como são feitas nos exames.

Contornos – os contornos separam claramente as ideias principais dos detalhes. Isso ajuda a organizar as informações na mente, como um lembrete.

Sistema Cornell – O Sistema Cornell é outra maneira de usar um Mnemônico de Organização de Notas para a recordação. Uma linha vertical é desenhada a 3 polegadas da margem esquerda do papel do caderno. As principais ideias ou perguntas são colocadas à esquerda da linha e os detalhes ou respostas colocadas à direita.

 

13. Técnica Mnemônica de Ortografia – Não confunda mais as ortografias

Notas de Impulsionamento de LembrançasOs mnemônicos de ortografia têm a intenção de nos ajudar a lembrar a ortografia das palavras. Aqui está um exemplo de um mnemônico de ortografia:

  • Não se acentua palavras paroxítonas (as que a sílaba mais forte é a penúltima) com ditongos abertos: ei, oi.

Ex: assembleia, ideia, heroico

  • Outro Mnemônico de Ortografia comumente usado é que, toda vez que uma palavra seguida por prefixo começar com H, separa-se com hífen.

Ex: pré-história, anti-higiênico, super-herói.

 

14. Técnica Mnemônica de imagem – Invente uma Imagem Mental

Invente uma Imagem MentalA informação em uma imagem mnemônica consiste na criação de uma visualização que promove a memorização dessas informações quando você precisa dela.

Por exemplo, suponha que você precise fazer uma prova de medicina que cobra alguns exemplos.

Você pode usar uma imagem mnemônica com ‘mast‘ para lembrar (algumas drogas depressoras – M orfina, A álcool, S edativos e T ranquilizantes). Visualize ou desenhe em suas anotações um mastodonte fraco e deprimido que tomou Morfina, Álcool, Sedativos e Tranquilizantes.

Muito fácil criar técnicas de memorização com um pouco de criatividade não é?

 

15. A Técnica de Memorizar em Pedaços – Quebre e Associe Itens juntos

Quebre e Associe Itens juntosA técnicas de memorização desse tipo podem nos ajudar a superar algumas limitações: Para isso, agrupe vários itens em um todo maior.

Um estudo chamado “O Mágico Número Sete, Mais ou Menos Dois” sugeriram que a memória de curto prazo de humanos adultos pode conter apenas um número limitado de itens na memória por vez (por volta de 7 itens).

No entanto, agrupar itens em partes maiores, como em um mnemônico, pode ser parte do que permite a retenção de uma quantidade maior de informações na memória de curto prazo, o que, por sua vez, pode ajudar na criação de memórias de longo prazo.

Por exemplo,

Como você se lembra do número 18001801503?

Quebre em pedaços.

18001801503

Não é mais fácil lembrar agora?

Nós as utilizamos no dia a dia com dados difíceis de serem associados a outras coisas. Tudo por questão de organização mental mesmo.

 

16. Use a Técnica do Palácio da Memória – Conecte Locais Com o que Você Quer Lembrar

Conecte Locais Com o que Você Quer LembrarTambém é chamado de Método dos Loci. O ‘Palácio da Memória’ é uma metáfora para qualquer lugar conhecido que você possa visualizar facilmente. Pode ser o interior de sua casa, ou talvez o caminho que você faz todos os dias para o trabalho. Esse lugar familiar será o seu guia para armazenar e recuperar qualquer tipo de informação.

A técnica do Palácio da Memória trabalha com o uso de associações visuais. O processo é simples: você pega um detalhe marcante de uma localização e combina com o elemento que deseja memorizar.

Para nós, cada local de memória é uma característica distintiva do nosso Palácio da Memória. Podemos lembrar da posição dos objetos em uma estante para contar uma história completa por exemplo.

Se você está se perguntando como usar essa técnica, nós temos uma explicação exemplificada a ensinando de forma completa e fácil de aprender. O material está em nosso e-book gratuito. Se ainda não pegou esse guia, não perca tempo, clique aqui não paga nada!

 

17. A Técnica de Memorização Distribuída – Intervalos de Uso

Intervalos de UsoNão estude por longos períodos, a menos que você esteja gostando do processo. Em geral, as sessões de estudo de maratona não são eficazes. Você pode fazer muito mais em três
sessões de estudos com duas horas do que em uma sessão de seis horas.

Use seus tempos de energia máxima para aproveitar sua concentração e foco para memorizar melhor.

Estude quando seus níveis de energia estão altos sempre!

Estude seus assuntos mais difíceis durante os momentos em que sua energia aumenta. Muitas pessoas podem se concentrar mais efetivamente durante o dia. As primeiras horas da manhã podem ser especialmente produtivas, mesmo para aqueles que odeiam se levantar com o sol.

Observe os picos no seu fluxo de energia durante o dia e ajuste os tempos de estudo de acordo com eles. Um pouco de autoconhecimento é necessário para isso, basta reconhecer o momento em que sua mente está mais ativa.

 

18. A Técnica de Memorizar Ativa – Envolva Seu Corpo

Envolva Seu CorpoPegue o seu corpo como um termômetro para saber “aonde é quente” e também “aonde é frio”. Experimente sentado, em pé, andando, lendo em voz alta etc. Seja ativo.

Você já se deparou com pessoas que só estudam com fones de ouvido? Aquelas que falam no telefone andando? E as que sempre gesticulam muito quando falam?

Nada disso é por acaso, elas tem um engajamento maior de algum de seus sentidos, fazendo uso do próprio corpo para isso.

 

19. A Técnica de Leitura – Vá várias rodadas

Vá várias rodadasSe você está aprendendo um novo tópico, não tente aprender tudo de uma só vez. Faça isso em 2 a 3 rodadas.

Na primeira rodada, dê uma olhada nos títulos, palavras em negrito, notas laterais, introdução e resumo. Sublinhe o que você considera importante para rever depois. Isso ajudaria você a ter uma ideia básica e interesse no tópico que você está prestes a aprender.

Na segunda rodada tudo começa, leia todo o artigo na íntegra. Crie notas sobre os conceitos ou ideias importantes sendo discutidas no texto. Tenha filtro e conheça o que é conhecimento de valor, sempre!

Na terceira rodada, revise o texto novamente – concentrando-se em suas anotações dessa vez, cabeçalhos do capítulo, resumo e qualquer pergunta dada no final do capítulo.

 

20. A Técnica da Memorização por Recitação – Use o Poder da Repetição

Use o Poder da RepetiçãoQuando você repete algo em voz alta, você ancora o conceito em dois sentidos diferentes. Primeiro, você tem a sensação física em sua garganta, língua e lábios ao expressar o conceito. Em segundo lugar, você ouve.

O resultado combinado é sinérgico, assim como é quando você desenha figuras. Ou seja, o efeito de usar dois sentidos diferentes é maior que a soma de seus efeitos individuais.

Repita um conceito em voz alta até que você saiba e diga mais cinco vezes o que acabou de conhecer.

A recitação funciona melhor quando você replica os conceitos em suas próprias palavras

Tente falar consigo mesmo sobre os conceitos que aprendeu, quando sozinho – enquanto caminhava ou quando estava no chuveiro. Caso tenha alguém para explicar, seja como um professor querendo que outra pessoa compreenda também.

A recitação e a repetição são realmente uma poderosa técnica de memorização. Tente a utilizar sempre.

 

21. A Técnica de Desenho – Poste Gráficos e Mapas nas Suas Paredes

Poste Gráficos e Mapas nas Suas ParedesDesenhe diagramas. Faça gráficos, mapas e desenhos animados. Use-os para conectar fatos e dados.

Agora existem muitos mapas ou gráficos disponíveis online para serem preenchidos. Eles podem auxiliar e aumentar sua memória visual.

Tudo o que você precisa fazer é encontrá-los, preencher com os dados que pretende memorizar e colá-los em uma área da sua parede para vê-los com frequência.

Com essas formas visuais, nosso cérebro pode memorizar com mais facilidade. Mas vale ressaltar que o ato de você mesmo fazê-los a mão tornarão a ação digna de memória.

Nada de copiar as informações e colar na parede. Use sua criatividade, seu conhecimento e sua vontade nisso, garanto que dará certo.

 

22. A Técnica de Memorizar por Redação – Escreva, Muitas Vezes

Escreva, Muitas VezesEscrever uma nota para si mesmo ajuda você a lembrar de uma ideia, mesmo que nunca olhe para a nota novamente.

Já tentou colar em uma prova e depois que escreveu a anotação, percebeu que estava tudo fresco na memória e nem precisou colar?

Isso é tão comum que só o fato de escrever já basta, imagine repetir isso para fixar por mais tempo em sua memória.

Anote uma ideia não uma vez, mas muitas vezes se achar necessário até memorizar por repetição. Realmente existem informações complexas que exigem isso, portanto, a repetição é a chave aqui.

 

23. A Técnica de Memorização do Auto-Teste – Faça Exames

Faça ExamesTeste seu progresso de tempos em tempos usando técnicas de auto questionamento e continue analisando seu desempenho.

Os exames são excelentes ferramentas, não apenas para testar seus conhecimentos, mas também para melhorar sua lembrança e sua retenção de lembranças.

É altamente recomendável que todos os aspirantes a universidades e cargos públicos façam os exames simulados das bancas que produzem as provas.

Desde o momento em que você inicia sua preparação para um exame é interessante ter a mentalidade de realmente viciar nesses testes.

Você pode fazer esses exames e simulados gratuitamente, mas existem locais que os organizam melhor, mas certamente cobram um preço por isso.

 

24. A Técnica de Memorização do Debate – Participe nas Discussões

Participe nas DiscussõesParticipe nos debates. Embora a maioria dos debates seja formada em um assunto específico em público, você também pode participar de debates privados com seus amigos ou colegas.

Consistência lógica, precisão factual e algum grau de apelo emocional ao público são elementos no debate.

O grau de aprendizado e retenção de memória em um debate é muito alto. Imagine que você reforçará seu conhecimento e dos outros, ao mesmo tempo que poderá se corrigir e sair alguém mais sábio desse processo.

Um ótimo local para debater conhecimentos gerais ou específicos, estão em comunidades e forums da internet. Faça bom proveito deles, mas saiba escolher para não se perder em assuntos sem valor.

 

25. A Técnica de Ensino –  O Método de Memorização Dando Aulas

Dando AulasO ensino é uma revisão feita 10X.

Para ensinar um assunto, você deve entender bem o assunto, analisá-lo e explicar o mesmo aos outros (seus alunos) de uma maneira que eles possam entender.

Você logo se tornará um especialista nos tópicos que se propuser a ensinar. Sem dúvida, o ensino é uma atividade que fortalece a memória.

Ensine diversos assuntos várias vezes. Aponte com detalhes para mudar o que você deseja memorizar da sua memória curta para sua memória de longo prazo.

 

26. A Técnica de Combinação – O Método de Memorização Que Usa Sentidos Diferentes Juntos

Use sentidos Diferentes JuntosEntenda o que você mais lembra – o que você leu, viu, ouviu ou fez?

Todo mundo tem um estilo de memória diferente. Algumas pessoas são melhores em lembrar informações que leram. Outros lembram melhor o que ouviram, viram ou fizeram.

Conheça os fatos e ajuste suas técnicas de aprendizado.

Combinar técnicas de memória é combinar visão, som e toque ao estudar. O efeito é sinérgico.

Desenhe, Recite e Escreva. Utilize todos os seus canais de comunicação e sentidos.

Sinta o cheiro, imagine o sabor se não puder provar, toque ou imagine o toque também caso não possa. Tenha engajamento do seu cérebro sobre a informação, dessa forma, ela se tornará memorável sempre.

 

27. A Técnica de Atividade para Aumentar a Memória – Dê uma Chance ao Seu Cérebro Secreto

Dê uma Chance ao Seu Cérebro SecretoAprenda mais e não se concentre apenas nos exames.

Os estudantes frequentemente param de estudar quando acham que conhecem o material bem o suficiente para passar no teste. No entanto, não pare por aí.

Claro, você precisa pensar do ponto de vista do exame. Mas, o mais importante, é que você precisa pensar a partir da perspectiva da memória!

A menos que você tenha domínio sobre um assunto, há uma chance que você fique confuso sobre ele no futuro, resultando na perda da informação da memória uma hora ou outra.

Caso seja cuidadosamente gerenciada, uma nova atividade pode aumentar a memória e o aprendizado anterior. Por exemplo, um debate entre você e seu colega sobre os pontos discutidos por seu professor na aula. Isso aumentará a memória.

Uma vez que você terminou de aprender, vá além de pensar sobre o que foi aprendido. Faça algo com o que você aprendeu. Isso melhorará a memória.

Por exemplo, você pode tentar aplicar alguns conceitos que aprendeu em sua aula de sociologia, psicologia ou até mesmo economia com membros de sua família.

A qualquer custo, evite a inibição retroativa – uma atividade nova ou não relacionada não deve interferir na aprendizagem anterior, inibindo-a.

 

28. A Técnica de Memória de Longo Prazo – Coloque as Coisas na Sua Memória de Longo Prazo

Coloque as Coisas na Sua Memória de Longo PrazoVocê precisa escapar da armadilha de memória de curto prazo, primeiro.

Se você acha que estudou tudo e manteve seus livros aprendidos após uma rodada de leitura, é mais provável que você caia na armadilha da memória de curto prazo.

A memória de curto prazo pode decair após alguns minutos e raramente dura mais do que várias horas. Uma breve revisão dentro de minutos ou horas de uma sessão de estudo pode mover o material da memória de curto prazo para a memória de longo prazo, considerada nossa memória durável.

Uma mini revisão rápida economiza horas de estudo quando os exames são anunciados.

Como fazer isso com simplicidade?

Ao estudar um conteúdo, grife as palavras que são marco de conhecimento sobre um capítulo ou tópico. Quando for revisar, lembre-se o que envolve aquela palavra grifada e porque era importante para você ter a grifado ali naquele lugar do caderno ou livro. Faça isso sem utilizar qualquer tipo de leitura, apenas buscando o propósito de ter grifado as palavras marcadoras.

 

29. A Técnica de Revisão – Use-a antes de a Perder

Use-a antes de a PerderEsta é uma das técnicas de memorização mais importante entre todas.

Mesmo a informação armazenada na memória de longo prazo torna-se difícil de lembrar se não a usarmos regularmente.

Para lembrar de algo, acesse muito.

Leia, escreva, fale, ouça, aplique – encontre alguma maneira de fazer contato com a memória regularmente.

Cada vez que você faz isso, você amplia o caminho neural para o material e facilita a recordação da próxima vez.

Estudos já comprovaram que, ao examinarmos regularmente uma informação em nossa memória, a carregamos mais viva para a posterioridade.

 

30. A Técnica da Memória de Estimulação – Lembre-se de Outra Coisa

Lembre-se de Outra CoisaQuando você está preso e não consegue lembrar de algo que você sabe que você sabe, lembre-se de algo mais que esteja relacionado aquela memória.

Se você não conseguir se lembrar de fatos específicos, lembre-se do exemplo que o instrutor usou durante sua palestra. Lembre-se do motivo daquilo acontecer, quem estava fazendo e assim por diante.

A informação é armazenada na mesma área do cérebro como informação semelhante. Você pode desbloquear essas lembranças estimulando a área da sua memória que sabe aonde ela está.

 

31. A Técnica da Memória Relaxante – Lembre Mais Relaxando

Lembre Mais RelaxandoAlguma vez encontrou alguma dificuldade em recordar informações durante um exame?

A maioria de nós enfrenta esse problema. Esquecemos a informação quando estamos sob estresse. Quando estamos nervosos, nossa memória não funciona corretamente.

Muitas vezes você pode recitar os mesmos fatos mais tarde, quando estiver relaxado. Mas na hora que precisa, ela falha sobre estresse.

Sim, uma mente relaxada pode lembrar mais. Estresse mata a memória. Então aprenda a relaxar na hora que precisa usar sua cabeça.

Para isso, um exercício de respiração, mantendo sempre o ritmo, é uma boa forma de começar a entrar em estado de relaxamento. Contar até 10 mantendo uma velocidade bem pausada também pode fazer isso com nossa mente.

Você sabe previamente que passará por nervosismo? Então tente mascar chicletes, um truque mental bem eficaz. Sim, mastigue em um ritmo bem lento, igual uma vaca ruminando.

 

32. O Estilo de Vida Saudável – Coma Alimentos que Estimulem as Células Cerebrais

Coma Alimentos que Estimulem as Células CerebraisEnquanto as técnicas acima são de memória, também aconselhamos que você siga um estilo de vida saudável para melhorar sua memória.

Coma bem, durma bem e aproveite sua vida.

Exercite-se regularmente.

Lembre-se que uma mente saudável reside em um corpo saudável.

Você deseja saber quais são os alimentos que são bons para o seu cérebro e memória?

Aqui está a lista – peixe gordo, vegetais verdes, brócolis, chocolate puro, nozes e frutas vermelhas. Tomar suplementos de ácidos graxos ômega 3 (como visto em peixes do mar) também pode ajudar.

Claro, essa é a refeição ideal para alguém que faz muito uso de sua memória e lida constantemente com toneladas de informações. Mas é isso o que qualquer ser humano deveria fazer não?

 

33. A técnica da Atitude de Nunca Esquecer – Adote um Mindset que Você não Esquece.

Adote um Mindset que Você não Esquece.Cuidado com suas atitudes mentais.

As pessoas que acham que a história é entediante tendem a ter dificuldade em lembrar-se da história. As pessoas que
acreditam que a matemática é difícil, tendem a ter dificuldade em lembrar fórmulas matemáticas.

Observe essas atitudes em você e esteja ciente delas. Podem bloquear seu poder de memorizar.

Nós nos lembramos do que achamos interessante ou importante. Se você acha que um assunto é chato, lembre-se que tudo está relacionado com todo o restante. Portanto, procure por conexões que valorizem essa informação!

Outro problema que também está em seu mindset é a conversa interior negativa, como “Nunca me lembro de nada, sempre tive uma memória fraca”, o que diminuirá ainda mais o seu poder de memória.

Adote uma atitude que diga: “Eu nunca esqueço de nada. Tudo o que tenho que fazer é só descobrir onde guardei.

Mais importante ainda, lembre-se de se parabenizar quando se lembrar. Isso é um estímulo que ficará inconsciente em você, uma das conexões neuronais que podem ter grande efeito para sua memória.

 

Técnicas de Memorização – Num Relance

O propósito do cérebro humano é não lembrar tudo o que você vê e ouve por 365 dias. Isso resultará em muitas informações desnecessárias para se acumular em seu cérebro, um desperdício.

De fato, esquecer-se é uma parte necessária para lembrar o que é importante. Esquecer também nos ajuda a viver com as dores e traumas da vida.

O objetivo deste artigo é ajudá-lo a armazenar e recuperar informações úteis de maneira eficaz.

Sempre garanta que você armazene apenas as informações necessárias no futuro. Antes de aprender algo novo em detalhes, tenha uma ideia básica primeiro. Veja a foto grande e conecte as novas informações com aquelas já armazenadas em seu cérebro.

Tente conectar uma informação com outra de maneiras diferentes, seja criativo. Quanto mais conexões você tiver sobre uma coisa, maiores as chances de recuperar essas informações.

Use técnicas mnemônicas que funcionam melhor para você.

Combine as técnicas de memorização – leia, recite, desenhe e escreva.

Revise regularmente. Vá até o que você estudou no dia seguinte, na próxima semana, no próximo mês e assim por diante.

Viva uma vida saudável com sono, descanso, exercício e alimentação adequados. Não se esqueça de acrescentar boas doses de prazer, isso favorece a química em seu cérebro também.

Acredite fortemente que você desenvolverá um incrível poder de memória. Uma memória poderosa ajudará você a ter sucesso na escola, faculdade, carreira e na vida amorosa e social também.

PS: Você tem outras mnemônicas úteis ou outras técnicas de memória? Se sim, sinta-se à vontade para compartilhar aqueles na seção de comentários abaixo. Isso ajudará outros leitores.

Artigo indiano criado por Clearias.

Conheça os Reais Caminhos do Autodesenvolvimento

Ganhe um E-book Grátis e receba nossa serie de desenvolvimento pessoal para você superar os seus limites
Inscreva-se na nossa LISTA VIP