Inscreva-se na nossa LISTA VIP

E Ganhe Nosso E-Book
GRÁTIS !

🔒  Somos contra SPAM

Enquanto evoluindo, nós vivemos aprendizados que, com sorte, nos ensinam a ter uma mente forte. Mas podemos nunca obter aquelas ensinando como eliminar crenças limitantes para a nossa superação.

Desde quando nascemos, vivenciamos experiências que influenciam negativa e positivamente nossas vidas. E nem sempre a maneira que interpretamos esses adventos corresponde à realidade.

Pois o mundo dos sentimentos e pensamentos pode ser um grande laboratório da vida, e nele existem muitas experimentações que podem ora autossabotar ou motivar nossos próximos passos.

Você compreende o que são crenças limitantes?

Nossas crenças constroem a pessoa que nos tornamos, pois elas incluem nossos medos, ambições e pensamentos também.

É pelas nossas percepções que uma crença é moldada, e ela também define como nos comportaremos diante do mundo. Sobretudo no mundo da nossa mente, aquele capaz de realizar desejos.

E nesse artigo, vamos explicar melhor como isso tudo funciona por dentro da mente. Como identificar crenças limitantes e eliminar elas, fazendo se manifestar uma atitude pessoal mais forte e motivadora.

 

O Que São Crenças Limitantes?

homem com crenças limitantes aprisionado em jarraAs crenças limitantes significam pensamentos superestimados que limitam as ações pessoais. São prejudiciais quando generalizações exageradas e interferem em nosso julgamento e comportamento.

Assim, o pensamento limitado é compreendido como uma realidade, transformando os erros tão comuns às pessoas em uma norma para a mente, que as enxerga conclusivas.

Dessa forma, as crenças funcionam como bloqueios que impossibilitam alternativas de solução para certas situações, que passam também a serem elas próprias as limitadoras do homem.

Para a psicologia, a crença limitante significa ainda um conceito falso que uma pessoa adquire como resultado de uma conclusão incorreta sobre algo da vida.

A partir dessas crenças, sempre que se pense quebrar determinada barreira, o inconsciente corresponde com a sensação de medo do fracasso ou outra sensação limitadora que impeça qualquer tentativa.

Esses bloqueios gerados por crenças estão presentes em vários aspectos da vida e foram programados, podendo autossabotar um individuo e levá-lo a ter falta de confiança em si mesmo.

Eles também são os responsáveis por inibir o crescimento pessoal, profissional, amoroso, familiar ou acadêmico. E são potenciais causas de depressão, ansiedade e baixa autoestima para muitas pessoas.

Descubra também → Por Que Sentimos Medo? A Psicologia Do Medo

 

Como Surgem As Nossas Crenças

reprogramação de crençasNos primeiros anos de vida, já começamos a “desenhar” quem seremos no futuro. O fazemos obtendo referências negativas e positivas dos aprendizados, ora ensinados ou vivenciados.

Esse processo nunca termina, e nele acumulamos crenças e valores pessoais que constroem nossa persona. Ela determinará a visão que teremos de nós próprios e também nosso conceito sobre a realidade.

Nossas habilidades de metacognição constroem nossa identidade, que surge tardia, por volta dos 7 anos de idade. Ela é geralmente regulada por professores, pais e pelo meio social que vivemos.

Segundo o psicólogo alemão Emanuel Weinert:

“As metacognições podem ser consideradas cognições de segunda ordem de pensamentos sobre pensamentos, conhecimentos sobre conhecimentos e reflexões sobre ações.”

Esses efeitos de construção da personalidade também surge pela comunicação interpessoal. Significando a efetividade da comunicação com pessoas que também dividirão suas crenças e valores conosco.

Portanto, as crenças limitantes e crenças fortalecedoras surgem dos resultados de processos naturais da mente ao aprender. E podemos as adotar sozinhos ou com a colaboração de outras pessoas.

 

As Crenças Também Agem Ocultas Na Mente

Caso tivéssemos apenas os pensamentos lógicos, faríamos sempre escolhas racionais. Assim aprenderíamos como ter a mente forte e viveríamos sempre com crenças positivas, mas não funciona assim.

Parte das experiências que recebemos é filtrada pela nossa mente consciente. E certamente é o que você está fazendo agora nessa leitura.

Ela recebe sinais que acionam o córtex pré-frontal aonde fica a região do circuito dorsolateral. É essa região do cérebro a responsável pelo foco intencional, monitoramento, entre outros processos cognitivos.

Entre as tarefas conscientes, estão nossas funções executivas que julgam, racionalizam e toma decisões. Porém, outras informações passam ocultas através da mente inconsciente.

O subconsciente humano não racionaliza da mesma forma que faz nosso consciente. Ele simplesmente considera verdadeiro e sem qualquer senso crítico toda a informação provida a ele.

Acontece muitas vezes quando certos pensamentos recebem influências emocionais ou a ênfase de outras pessoas.

“Quando disserem a você enfaticamente que comer manga com leite é letal, passará a adotar tal crença. Mas claro, somente caso sua mente racional ignore a informação lógica sobre o assunto.”

Portanto, a nossa inteligência emocional também tem papel em nossas experiências de aprendizado. E aprender como se livrar de crenças limitantes passa por esse processo também.

Como costumeiramente nós atribuímos conceitos às pessoas e todas as coisas, uma percepção deformada pode influenciar nosso julgamento.

Por isso é sempre por efeitos de análise pessoal que surgem crenças metacognitivas. Mas não se engane, pois pela mesma lógica é que crenças fortalecedoras podem ser construídas também.

Ambas são o resultado de conceitos positivos ou negativos que escrevemos em nosso “mapa de referências pessoais” sobre a vida, sempre utilizando nossa mente lógica e emocional.

 

A Sociedade é A Maior Criadora de Nossas Crenças

Uma pessoa que não segue padrões de beleza comuns da sociedade pode pensar que nunca será atraente para alguém. Mesmo havendo milhões de pessoas procurando alguém exatamente como ela.

Ou seja, normas de conduta social afirmam valores sociais e claro, constroem crenças também.

Um dos ambientes sociais onde mais se exercitam crenças é dentro de uma igreja.

Certamente só podemos concordar que elas se baseiam em intenções positivas, mas seus efeitos independem de intenções quando desencadeadas na mente de algumas pessoas.

Vejamos os conceitos de “pecado” e “redenção” por exemplo.

Ambos são utilizados na maioria das religiões, e seu efeito psicológico comportamental se traduz na conhecida politica do temor em troca do amor.

como tirar pensamentos ruins do subconscienteUma forma de impedir alguma ação prejudicial através do medo de suas consequências, e ao mesmo tempo, após gerar a crença de culpa, torna-se garantia de afago contra a consequência temida.

Quando determinado modelo de crença é utilizado sobre as relações sexuais, por exemplo, pode funcionar pela vida inteira.

O ato sexual é considerado apenas uma provação de amor ou realização em boa parte dos casais, mas pode ser entendido também como uma violação espiritual.

É comum muitas religiões verem pessoas que praticam o sexo por prazer como impuras. E consumar tal ato é um pecado dependendo da crença adotada.

Existem inúmeras crenças que podem tornar o sexo algo bom ou ruim em contrapartida. Todos são muito particulares e se distinguem de indivíduo para individuo em sua criação.

Em todo o caso, uma pessoa pode ser mais inclinada a um pensamento do que outro. Esse efeito é construído em nosso sistema de crenças e determina nosso modo de agir.

Esses modelos de crenças são formados, sobretudo, pelas informações fornecidas pela família, sociedade, religião, politica e outros atributos culturais de um povo.

 

Como Funciona O Nosso Sistema de Crenças

homem diante de fechaduras e oportunidades de crençasAtravés do sistema de crenças, a mente adota posturas positivas ou negativas. Elas são programadas para serem disparadas diante de eventos futuros em escolhas relacionadas ao objeto da crença.

Geralmente o sistema de crenças funciona como um gatilho que desencadeia outras sensações e pensamentos, apenas para validarem a crença originária.

Por exemplo, caso alguém adote a crença de ser péssimo motorista, possivelmente terá o mindset fixo de alguém com medo de bater o carro, de acidentar alguém na rua ou ser multado na melhor das hipóteses.

Segundo a explicação da psicóloga Kelliny Dório:

“Acontece um evento em nossa vida. Esse evento gera determinado pensamento. Dependendo do que pensei sobre tal evento, vou ter um determinado sentimento. E aí, o que eu pensei, unido ao sentimento, vão determinar o meu comportamento e sintomas que apresentarei ao longo da minha vida”

Quem convive com pessoas negativas certamente percebe a forte influência das crenças limitantes. Pessoas assim geralmente tem baixa resiliência ao fazer as coisas e pouca força de vontade para começar a fazê-las.

“Crenças limitantes degeneram os acontecimentos antes deles ocorrerem. Impedem as pessoas de viverem experiências que podem construir crenças e valores pessoais mais promissores para a vida.”

O sistema de crenças é uma força invisível por detrás da maioria dos comportamentos de sucesso ou fracasso das pessoas. Ele determina muitas ações como:

  • O estilo de comunicação utilizado com as pessoas.
  • A forma de reagir diante de adventos da vida.
  • Os efeitos das decisões que são tomadas.
  • Os hábitos e também condutas pessoais.

Nosso sistema de crenças é baseado em nosso mapa pessoal de referências sobre o que aprendemos durante a vida. E aprender como ter uma mente forte e superar limitações também acontece através do mesmo processo.

 

Exemplos De Crenças Limitantes

Um exemplo de crença limitante popular que pode ser considerada autossabotadora está na frase:

“Sem trabalho duro, não se consegue enriquecer.”

Caso uma pessoa interprete ao pé da letra esse significado e adote a crença, ela estará condenada ao trabalho duro como forma de enriquecimento.

Mas mesmo todos sabendo ser irreal, a crença é repetida até tornar-se real para alguém com sua mente lógica distraída. Ou então para a pessoa sem referências muito claras sobre o valor e riqueza.

O sistema de crenças sobre a riqueza que está incutido nessa frase estaria ligado a quantidade de trabalho, dureza, suor ou força.

Elas são generalizações utilizadas como figuras de linguagem, mas que na verdade trazem apenas o cansaço e não a riqueza como resultado real da sua causa e efeito.

Percebe como um simples modo de dizer as coisas pode trazer em seu pacote algumas crenças limitantes como significado?

Vejamos essa lista de crenças limitantes mais comuns entre as pessoas que servem como exemplos:

  • Eu sou muito velho(ou novo) para realizar meu sonho.
  • Sou muito alto, baixo, gordo ou magro para atrair alguém.
  • Não sou popular nem inteligente o suficiente.
  • Outra pessoa está no meu caminho.
  • Não posso começar, ainda não estou preparado.
  • Pessoas ricas ganham as melhores oportunidades.
  • Dinheiro é a raiz de todo o mal.
  • Não tenho tempo suficiente.
  • Aproximar-se dos outros só traz dor.
  • Não mereço nada além do que já tenho.
  • Tenho muito azar na vida.
  • Ser honesto e franco traz rejeição

Os pensamentos sob efeito do foco correto podem realmente tornar a mente forte e motivada, mas dependendo do foco, podem se tornar pensamentos sabotadores de muitas sonhos comuns a todos nós.

Infelizmente eles podem viver com a gente uma vida inteira.

 

Os Bloqueios Pessoais Criados Pelas Crenças

Algumas vezes, livrar-se de bloqueios e aprender como eliminar crenças limitantes é tão simples quanto modificar a narrativa que fazemos sobre nossa vida.

O psiquiatra e professor da Harvard Medical School, John Sharp, disse em sua palestra no TEDx.

“É a história que você tem contado a si mesmo sobre quem você é e como tudo sempre acontece.”

E existem três casos limitantes que mais influenciam os seres humanos:

  • Desamor: como o nome sugere, faz com que a pessoa não se sinta amada. Ela sempre pensa que ninguém gosta dela e que é preterida por outra pessoa.
  • Desvalor: é quando não se acredita em seu potencial, se achando incapaz de executar quaisquer tarefas.
  • Desamparo: esse bloqueio faz com que a pessoa não consiga resolver nada sozinha. Ela sente que precisa de alguém para solucionar os problemas que aparecem em sua vida, criando uma dependência emocional contínua e problemática.

elefante preso com barbante em galho preso ao chãoPense agora nesse exemplo prático:

Caso durante a infância os pais repitam ao seu filho que ele não conseguirá realizar algo por ser fraco, é possível que ela sofra o processo de construção da crença limitante diante aquela situação.

Na maioria dos casos, a melhor linguística para utilizar com crianças pode estar na palavra “ainda” no argumento. Dizer que ela ainda não tem a força ou conhecimento necessários para fazer tal tarefa.

Esse tipo de correção influencia como ter uma mente forte para a criança, uma vez que ela continuará convivendo com a crença de que poderá realizar tal tarefa, hoje ainda não, mas sim futuramente.

Do contrário, existe a probabilidade da criança se autossabotar sem conhecer seu potencial verdadeiro, até mesmo antes de fazer qualquer tentativa.

Algo perigoso para alguém com a personalidade ainda mal formada e seu sistema de crenças ainda sendo construído.

 

Os Efeitos das Crenças Em Uma Mente Forte

Evitar se deparar com experiências ruins e passar por situações limitantes é impossível, assim como deixar de adotar novas crenças diante delas.

As crenças limitantes e crenças fortalecedoras são adquiridas e destruídas por toda a vida. É esse processo de adquirir novos conceitos e conhecimentos a que chamamos de aprendizado.

Mas através desse processo, é possível aprendermos como ter uma mente forte e mais preparada para certos adventos, como eliminar crenças limitantes e construir outras crenças de valor no seu lugar.

Claro, não existem garantias que elas servirão para todas as ocasiões, mas fortalecer a mentalidade com a autoconfiança ou a autoestima elevada, já são o princípio de qualquer superação.

Como já foi dito, é preciso certa inteligência emocional para manter a mente forte e motivada. E alguns exemplos de crenças fortalecedoras podem lhe dar um horizonte mais claro sobre seus efeitos na mente.

Leia também → Como Ter Autoconfiança – Destruindo Mentalmente A Falta de Confiança

 

Exemplos de Crenças Fortalecedoras

Existem inúmeros exemplos de crenças fortalecedoras disseminadas em nossa sociedade também. E muitas se tornaram notórias por pessoas de sucesso.

Muitos desses casos se traduzem na seguinte frase:

“O resultado de uma ação sob a forte influência de uma crença limitante é um comportamento extremamente limitado!”

Quando novo, Arnold Schwarzenegger era muito magro e sonhava em ter músculos. Mas sua situação era limitada, pois era tão fraco que seu corpo inteiro doía pelo menor esforço feito nos exercícios.

A crença de que puxar peso não era para ele também pesava, então Arnold condicionou sua mente para destruir essa crença contrária, e após isso, tornou-se campeão mundial de fisiculturismo e disse:

“A dor me faz crescer. Crescer é o que eu quero. Logo, para mim, dor é prazer. Assim, quando estou experimentando a dor, estou no paraíso.”

Como dito antes, apenas a mudança da retórica que você utiliza ao comunicar sua mente pode ser fortalecedora ou destruidora de crenças.

E aparentemente existe um padrão que se repete pelas histórias de sucesso.

Thomas Edison, inventor da lâmpada elétrica incandescente, é outro bom exemplo de quem fez uso favorável de uma crença.

Ele disse a seguinte frase:

“Eu não falhei. Apenas descobri 10 mil maneiras que não dão certo”.

Consegue perceber o padrão de pensamento de uma pessoa com mente forte e de sucesso?

O empresário norte-americano construiu um sistema de crenças para que não desistisse do seu sonho e buscasse uma maneira de realizá-lo.

O modelo de crenças do Thomas Edison foi o otimismo incondicional.

Ele enxergou uma verdadeira evolução a partir de suas falhas e não uma falha que o impedia de evoluir na sua criação.

 

Como Eliminar as Crenças Limitantes?

como eliminar crenças limitantes

As crenças limitantes podem ser eliminadas com outras crenças que as sobreponham. São as crenças fortalecedoras ou qualquer mudança de padrão positivo no seu sistema de crenças.

É como vencer o medo gerando coragem por exemplo. Nesse caso, a ação contrastante é a solução imediata do que se deseja eliminar.

Antes de qualquer iniciativa, é preciso compreender o comportamento que se quer evitar e identificar crenças limitantes funcionando como gatilho para tal comportamento.

Existem diversos métodos que ajudam a identificá-los: investigando e conversando com amigos, parentes ou ainda com profissionais da psicologia que desvendem a visão externa analisada sobre você.

Após descobrir como identificar crenças limitantes, um exercício para ressignificar as crenças pela PNL pode ser bem prático e trazer efeitos positivos rapidamente nos bastidores da mente.

Entenda como tudo pode ser muito simples assistindo o vídeo a seguir:

O Que São Crenças Limitantes e Como Ressignificar Elas

A PNL é uma tecnologia de desenvolvimento pessoal utilizada como ferramenta de autocontrole para muitas pessoas.

Como ela tem suas raízes na hipnose, pode também utilizar suas técnicas, o que possibilita que ela seja executada por qualquer pessoa após um simples relaxamento.

Por ser um método famoso e prático, vamos utilizar ela como exercício para ensinar como eliminar crenças limitantes.

Entenda esse exemplo e saiba que você tem liberdade sobre sua mente. Então o adapte para aquilo que deseja reformar em seu sistema de crenças.

Leia também → Quais Os Benefícios da PNL – A Tecnologia Para Desenvolver O Sucesso

 

Identificando As Crenças Limitantes

ancora prendendo um balão de voarNesse momento, é preciso estar aberto a explorar memórias que foram resultados de uma experiência limitada.

Numa reflexão, o mais provável você se deparar com inúmeros pensamentos limitantes e comportamentos negativos em torno da crença.

Todas precisam ser expostas para que a limitação seja melhor compreendida.

A melhor forma como identificar crenças limitantes é anotar num papel a seguinte estrutura em 3 passos:

  • Passo 1

Pense em algum problema que está te incomodando e o explique utilizando “porque”.

Por exemplo:

“Estou sozinho(a) porque ninguém me ama”.

Esta pequena palavra é importantíssima para identifique a crença limitante. Um pequeno exercício de análise pessoal consegue lhe levar longe e com profundidade suficiente nisso.

Em toda frase, depois do “porque” há um motivo. É ele que você quer trabalhar a seguir.

  • Passo 2

Agora, questione-se com outro “por que” para isso acontecer com você. Utilizando o resultado do questionamento anterior.

O ideal é repetir este processo até não haver mais respostas para as perguntas.

Geralmente você identifica sozinho(a) e pode sentir naturalmente a resposta mais coerente entre as examinadas no exercício.

Faça tudo livre de julgamentos críticos e expondo seus medos, vergonhas ou frustrações. É preciso se conhecer e se liberar para surgirem todos os significados que acompanharem sua crença.

  • Passo 3

Com uma lista de motivos, agora é preciso analisar todos eles.

Identificar quais deles são apenas afirmações verdadeiras:

“Não consigo comprar um carro porque não tenho dinheiro”

E quais são crenças realmente limitantes:

“não sou promovido porque não sou inteligente”

É necessário realizar esse exercício com calma, estar com a cabeça livre de tarefas, e claro, ser objetivo em sua investigação.

Ao final, você realiza essa autoanálise buscando como identificar crenças limitantes sem ser guiado por um profissional. Mas em contrapartida, é necessário coerência e sua entrega pessoal.

 

Identificando Significados Nas Crenças

como reprogramar as crenças pessoaisDepois de separar o problema, é mais fácil acabar com a crença limitante. Para isso, comece a avaliar as ocasiões e consequências que essa crença trouxe para a sua vida.

Busque lembrar de oportunidades que você deixou escapar graças ao pensamento limitante e como se comportou diante delas.

Pode parecer provocador fazer isso, mas é a forma que sentimentos no inconsciente surgem para reprogramar a mente e ressignificar a crença limitante de forma correta.

Então análise as cenas da sua memória que identificam e confirmam sua análise anterior. Isso torna mais notória a sua crença, assim como o problema que está enfrentando ficar mais específica ainda.

Anote esses eventos em um papel também, eles serão o roteiro que guiará você a como mudar crenças limitantes a seguir.

Quando possível, recorde-se das sensações obtidas no momento de agir de forma limitada.

Essas informações são os significados para o inconsciente e acusarão o efeito oposto que você deverá utilizar para quebrar a crença limitante.

Não esqueça de tomar nota das sensações para cada ocasião retirada da sua memória sobre os comportamentos limitados.

Ao obter essas informações, será possível influenciar e tornar a mente forte e motivada diante dessa condição limitadora que identificou em toda a sua análise pessoal.

Após isso, você vai se projetar ao seu imaginário, recriar aquelas mesmas ações que eram limitadas pela sua crença, mas com pensamentos totalmente novos.

Essa é uma ótima maneira de começar a enfraquecer as crenças limitante e deformando elas em seu mapa de referências pessoais.

Através de um exercício é possível simular sensações de esperança, coragem e força de vontade por exemplo. É a experiência que você deverá criar para si através da sua própria imaginação a seguir.

 

Ressignificando as Crenças Limitantes

como superar crenças limitantesFaça um breve exercício de relaxamento e sente-se um pouco para exercitar sua mente agora.

Simule mentalmente você agindo da forma que gostaria de ter agido e com a sensação que contrapõe aquela que foi desencadeada em todos os episódios analisados por você.

Busque criar a sua versão desejável ao realizar todas as ações que outrora foram limitadas, mas dessa vez, as faça na imaginação com completo êxito e excelência.

Substitua uma sensação limitada por outra nova, assim como uma reação negativa por outra de valor oposto e que termina por solucionar seu problema alvo de limitação.

Todas aquelas que foram levantadas por sua análise anterior devem ser refeitas.

O amaxofobia, ou medo de dirigir, é um caso muito comum de crença limitante para as pessoas. É ela que utilizaremos em um exemplo bem específico a seguir, mas pode ser adaptado para qualquer que seja a sua necessidade ou ocasião.

 

Exemplo De Exercício Para Crença Limitante

Suponha que você tenha a crença limitante de ser péssimo(a) motorista e tem medo de subir a serra dirigindo, pois tem a sensação que seu veículo vai descer de ré e bater nos carros atrás.

Então tranquilize a mente e faça uma tela mental criativa se entregando ao momento.

Projete-se em seu carro, com todos os detalhes, sensação de força e motivação sob controle do veículo.

Muitas vezes as crenças limitantes bloqueiam até mesmo essa criatividade, mas você pode a vencer facilmente com pouco esforço.

Talvez demore um minuto para você simular as sensações internas necessárias para enfrentá-la. Mas busque tornar sensações vivas na mente e controle suas ações, isso é imprescindível.

Com a imaginação, você deve criar um roteiro novo para situações de limitação vividas no passado. Então utilize essa solução da amaxofobia como inspiração para seu quadro mental criativo.

Imagine-se subindo a serra com seu carro, ele é forte e firme. Você está ouvindo músicas que lhe motivam, curtindo a vista e simulando outras sensações de segurança e tranquilidade dentro de você.

Imagine sentidos do tato ao tocar o volante, audição ao ouvir o vento correr e uma sensação fisiológica diferente, como sentir-se arrepiado(a) por exemplo.

Quando sensações surgirem no exercício, é o momento de usar mais da sua inteligência emocional para estabelecer novas referências sobre subir a serra.

Uma ótima forma para fazer isso é criando frases de indução que contrapõem sua crença negativa, como por exemplo:

“Adoro subir a serra com meu carro, a vista é tão agradável. Adoro sentir a potência do meu carro me levando para o alto, isso me faz sentir muito bem.”

A motivação e confiança para voltar a subir a serra de carro aparecem naturalmente cedo ou tarde após ressignificar crenças utilizando esse modelo do exemplo.

 

O Fim das Crenças Limitantes

mudando o modelo de crençasTodas os episódios, informações e sentimentos que você anotou na sua análise pessoal servem como exercícios para você lidar com a sua crença limitante, seja ela qual for.

Caso seja uma crença simples, ela pode ter fim imediatamente no primeiro exercício, mas é importante notar que existem significados enraizados na mente e podem exigir um pouco mais da sua dedicação.

Em todo o caso, é preferível exercitar bem sua mente solucionando todas as situações da sua autoanalise dentro desse quadro mental.

Esse processo é muito poderoso quando praticado com emoções próximas do real.

Uma crença pode ser substituída por outra, e acontece dentro do processo criativo juntando suas emoções, que como já explicado aqui, também são consideradas experiências vividas para o nosso subconsciente.

Caso você tenha lido o artigo com calma, deve ter percebido porque essa técnica incrível da PNL funciona tão bem.

Não se canse dela, faça aos poucos até mesmo como fossem breves pensamentos do dia. Não precisa fazer todos os exercícios de uma vez, mas faça constantemente e utilize ele contra todas as suas limitações.

 

Conclusão

Dentro de poucos dias tudo estará diferente, principalmente quando os pensamentos positivo sobre aquele desafio começarem a surgir.

Aos poucos, algumas atitudes são percebidas, dia após dia. Alguma vontade de realizar aquela ação, antes limitada, pode começar a aparecer também.

Isso sinaliza que você está desmontando aquela forte crença limitante e já está adotando um novo padrão com a mentalidade mais forte, que logo lhe fará estar mais motivado(a).

É preciso entender que o cérebro pode levar um tempo para aprender que tal comportamento não é mais o correto, na medida que a substituição ocorre.

O período mais interessante para exercitar isso é antes de dormir ou assim que acordar, então pratique sua tela mental criativa nesses momentos.

É importante que a pessoa tenha conhecimento de que a crença limitante nada mais é do que uma visão distorcida da realidade e que faz com que ela não atinja o seu potencial verdadeiro.

Para isso basta retocar internamente a visão para que ela se ajuste a seus reais desejos.

É imprescindível que você reprograme a forma como suas ideias impactam em sua vida para alcançar as conquistas que sempre sonhou.

Com técnicas como essa apresentada e sua entrega a sentimentos construtivos, é possível alcançar resultados transformadores de verdade!

Conheça os Reais Caminhos do Autodesenvolvimento

Ganhe um E-book Grátis e receba nossa serie de desenvolvimento pessoal para você superar os seus limites
Entre para a nossa LISTA VIP