Inscreva-se na nossa LISTA VIP

E Ganhe Nosso Guia

GRÁTIS !
🔒 Somos contra SPAM

Desde quando nascemos, passamos por experiências que influenciam negativa e positivamente nossas vidas e nem sempre a maneira que interpretamos esses adventos corresponde à realidade, podendo nos autossabotar. Essas influências são nomeadas de crenças limitantes.

Você sabe o que isso significa?

Nossas crenças constroem a pessoa que nos tornamos, pois elas incluem nossos medos, ambições e também desejos. Por nossas percepções que a crença é moldada e ela também define como nos comportamos perante o mundo.

E nesse artigo, vamos explicar melhor como isso tudo funciona por dentro da mente, como trabalhar contra crenças limitadoras fazendo se manifestar uma atitude pessoal mais forte e motivada.

 

O Que São Crenças Limitadas?

As crenças limitadas, em resumo, são as ideias que nossa mente aceita como verdadeiras, ou melhor analisadas, como meio verdades. São prejudiciais quando generalizações exageradas e prejudicam nosso julgamento, fazendo um simples falha tão comum às pessoas ser superestimada, criando bloqueios para qualquer alternativa para uma solução.

Como o próprio nome sugere, as crenças limitantes impedem que você evolua, pois sempre que pense em quebrar determinada barreira, seu inconsciente o interpreta com medo de fracasso, limitando assim qualquer tentativa.

Esses bloqueios gerados por nossas crenças estão presentes em vários aspectos da vida e foram programadas, acabando por nos autossabotar.

Eles são os responsáveis por inibir o crescimento pessoal, profissional, amoroso, familiar ou acadêmico. E são também potenciais causas de depressão, ansiedade e baixa autoestima.

 

Como Surgem as Crenças Limitantes?

reprogramação de crenças

Nos primeiros anos de vida já começamos a “desenhar” quem seremos no futuro. Este processo nunca termina, mas acumula crenças e valores pessoais que nos tornam persona, e essa construção determina a visão que teremos de nós próprios e também nosso conceito de realidade.

Esse efeito de construção da personalidade também reflete em nosso relacionamento interpessoal, que significa sobretudo a nossa afetividade de comunicar com outras pessoas que também dividirão crenças conosco.

Tudo o que vivenciamos e recebemos como informação é filtrado pelo consciente, mas outras são interpretadas de forma inconsciente como em gestos, imagens, sons e outros sinais que funcionam inseparáveis da nossa razão e emoção.

As funções executivas então recebem esses sinais e acionam o nosso sistema de decisão que acontece no córtex pré-frontal, aonde fica a região do circuito dorsolateral que é responsável também pelo foco intencional, monitoramento, julgamento entre outros.

Nem sempre questionamos racionalmente informações que obtemos, elas também formam crenças quando ganham foco por enfase de outras pessoas ou vindas do que ainda não é conhecido. Como nós atribuímos conceitos as pessoas e todas as coisas, uma percepção deformada pode influenciar nosso julgamento.

É por efeitos de análise que surgem nossas crenças limitantes. Elas são o resultado de experiências obtidas em alguma área de nossas vidas de forma negativa, e que se mantiveram em nosso mapa de referencias sobre o mundo.

 

Como Funciona O Sistema de Crenças

Através do sistema de crenças, nossa mente adota posturas positivas ou negativas. Elas são programadas para serem disparadas diante de eventos futuros ou sobre qualquer decisão ou escolha relacionada àquele objeto de crença.

“Acontece um evento em nossa vida. Esse evento gera um pensamento. Dependendo do que eu pensei sobre aquele evento, eu vou ter um determinado sentimento. E aí, o que eu pensei, unido ao meu sentimento, que vão determinar o meu comportamento e os sintomas que vou apresentando ao longo da minha vida”, explica a psicóloga Kelliny Dório.

Um exemplo de crença popular e que realmente pode ser considerada limitante a ponto de nos autossabotar está na frase:

“Sem trabalho duro, não se consegue enriquecer!”

Já parou para imaginar se uma pessoa interpretasse ao pé da letra seu significado como uma realidade?

O modelo de crenças sobre a riqueza estaria ligado a quantidade de trabalho, dureza, suor ou força. Generalizações que são utilizadas como figuras de linguagem, mas trazem cansaço e não a riqueza como resultado da sua causa e efeito.

Em nosso racional, sabemos que a dureza do trabalho não tem ligação alguma com geração de riqueza. No contrário, pessoas que trabalham martelando pedras enriqueceriam a cada calo em suas mãos.

Percebe como um simples modo de dizer as coisas pode trazer em seu pacote crença limitantes como um significado? A linguística humana sob efeito de um foco diferente pode gerar pensamentos que sabotam muitas das nossas decisões, isso é comum a todos nós e pode durar por uma vida inteira.

 

O Perigo dos Bloqueios Criados por Crenças

Quando nos deparamos com uma situação que, por mais sutil que seja, ativa em nossa mente essas crenças limitantes, o cérebro envia pensamentos que muitas vezes ele próprio criou por sentido de interpretação, distorcendo a realidade.

Porém, o nosso inconsciente não consegue entendê-los como falsos. Pelo contrário, ele os aceita e muda nossa forma de agir diante daquele cenário que já foi impactante em algum momento da vida.

Existem três crenças limitantes que mais influenciam os seres humanos:

  • Desamor: como o nome sugere, faz com que a pessoa não se sinta amada. Ela sempre pensa que ninguém a ama e que é preterida por outra pessoa.
  • Desvalor: é quando não se acredita em seu potencial, se achando incapaz de executar quaisquer tarefas.
  • Desamparo: essa limitação mental faz com que a pessoa não consiga resolver nada sozinha. Ela sente que precisa de alguém para solucionar os problemas que aparecem em sua vida, criando uma dependência emocional contínua e problemática.

elefante preso com barbante em galho preso ao chãoPense agora nesse exemplo prático:

Caso durante a infância, os pais repitam ao seu filho que ele não consegue realizar algo por ser fraco, é quase certo que a criança sofrerá processos semelhantes à de baixa autoestima e fraqueza emocional diante daquela situação.

É muito provável a criança se autossabotar sem conhecer seu potencial verdadeiro, até mesmo antes de fazer qualquer tentativa. Algo muito perigoso para alguém que está com sua personalidade mal formada e seu modelo de crenças ainda sendo construído.

 

Onde Adquirimos Crenças Limitantes?

ancora prendendo um balão de voarExistem muitos ambientes que favorecem a criação de crenças limitantes para um indivíduo.

Além das experiências ruins, principalmente as da infância, outros meios são tão comuns quanto.

Uma lógica equivocada é exemplo disso.

Imagine a situação em que você tenta realizar algo que deu errado por exemplo. Considerando que não te faltou força de vontade.

Mesmo assim, se você pensar que aquilo não se concretizou na primeira tentativa, e por isso, não irá mais se concretizar. Você pode desenvolver uma crença limitante, ao menos até conhecer alguém que tenha conseguido uma solução diante de você.

Mas ainda assim você pode se subestimar por esse efeito limitador, achando que o problema está em você. A pessoa que não consegue solucionar determinado tipo de problema.

Isso ocorre pois nossa mente é realmente muito sensível a sugestões. É dessa forma que adotamos crenças a todo o momento, e muitas vezes, a falha foi apenas causada pela maneira de agir e não porque aquilo não da certa.

O resultado de uma ação sob a forte influência de uma crença limitante é um comportamento extremamente limitado!

Thomas Edison, inventor da lâmpada elétrica incandescente, é um bom exemplo de quem fez uso favorável de uma crença. Ele disse a seguinte frase:

“Eu não falhei. Apenas descobri 10 mil maneiras que não dão certo”.

Consegue perceber o padrão de pensamento de uma pessoa que tem sucesso?

O empresário norte-americano criou uma crença para que não desistisse do seu sonho e buscasse uma maneira de realizá-lo. Mesmo nas tentativas frustradas, para ele a experiência serviu como aprendizado contrariando pensamentos limitantes.

O modelo de crenças do Thomas Edison foi o otimismo incondicional. Ele enxergou uma verdadeira evolução a partir de suas falhas e não uma falha que o impedia de evoluir na sua criação.

O medo também é um agente das crenças limitantes, como diz Fred Graef, palestrante, coach e consultor:

O medo não se passa de uma forma da mente se defender do desconhecido. Por isso, é comum que você se limite a não realizar algumas coisas, como andar de avião, por pensar que a qualquer momento ele pode cair. Mesmo as chances de acidentes aéreos serem quase nulas se comparado a outros meios de transporte.

A Sociedade é A Mais Forte Criador de Nossas Crenças

Uma pessoa que não segue padrões de beleza comuns da sociedade pode pensar que nunca será atraente para ninguém. Mesmo que haja milhões de outras pessoas no mundo precisando de alguém exatamente como ela é, ou seja, uma pessoa que não se importa tanto com aparências ou até se atraia por pessoas assim.

Um dos ambientes sociais onde mais se criam as crenças é dentro de uma igreja. Certamente só podemos concordar que se baseiam em intenções positivas, mas são independente dos efeitos reais que desencadeiam em determinadas pessoas.

como tirar pensamentos ruins do subconscienteVejamos os conceitos de “pecado” e “redenção” por exemplo. Eles existem em inúmeras ocasiões, mas são adotados na maioria das religiões, e sua interpretação comportamental nada mais é do que a conhecida politica de fazer uso do temor e do amor. Uma forma de impedir alguma ação através do medo sobre suas consequências e ao mesmo tempo uma garantia de afago contra o temido.

Mesmo que determinado modelo de crença seja utilizado sobre as relações sexuais, por exemplo, ela pode funcionar para sempre!

O ato sexual é considerado apenas uma provação de amor ou realização em boa parte dos casos, mas pode ser entendido também como uma violação espiritual que torna pessoas impuras ou simplesmente um pecado dependendo da crença adotada.

Existem inúmeras crenças que podem tornar o sexo algo bom ou ruim obviamente. E todos são muito particulares e se distinguem de indivíduo para individuo em sua criação.

Podemos ser mais inclinados a um pensamento do que outro e isso é construído em nosso sistema de crenças, o que determina nosso modo de agir.

Esses modelos de crenças são formados, sobretudo, pelas informações fornecidas pela família, sociedade, religião, politica e outros atributos culturais de um povo.

 

Como Eliminar as Crenças Limitantes?

como eliminar crenças limitantes

As crenças limitantes podem ser eliminadas com outras crenças que as sobreponham. São as crenças fortalecedoras ou qualquer mudança de padrão positivo no seu modelo de crenças.

É como vencer o medo gerando coragem por exemplo. Sua ação contrastante é a solução imediata do que se deseja eliminar.

Então para isso, antes de qualquer iniciativa, é preciso compreender o comportamento que se quer evitar e quais são as crenças limitantes funcionando como gatilho para tal comportamento.

Existem diversos métodos que ajudam a descobri-los: conversando com amigos e parentes ou ainda com profissionais da psicologia que desvendem a visão externa analisada sobre você.

Após essas crenças limitantes se revelarem, um trabalho que ressignifique elas pela PNL pode ser feito nos bastidores da sua mente. Entenda como esse mecanismo funciona e como pode ser mais simples do que parece assistindo o vídeo a seguir:

 

Os conhecimentos da PNL, a programação neurolinguística, podem lhe dar esse caminho direto ao ponto de ressignificar crenças. E o mais importante, isso pode ser feito pelo praticante da técnica sem ajuda de terceiros.

A PNL é uma tecnologia de desenvolvimento pessoal utilizada como ferramenta. Como ela tem suas raízes na hipnose, pode também utilizar técnicas de auto-hipnose como ferramenta, o que possibilita que ela seja executada por qualquer pessoa após um simples relaxamento.

Entenda esse exemplo de como eliminar crenças limitantes e saiba que você tem liberdade sobre sua mente. Então o adapte para aquilo que deseja reformar em seu sistema de crenças.

 

Buscando a Raiz da Crença

como reprogramar as crenças pessoaisÉ preciso estar aberto a explorar as memórias mais desagradáveis que foram resultado de uma experiencia limitada. Afinal, são experiências que foram vividas ou ouvidas por você que geraram uma crença limitante.

Neste momento de reflexão e autoconhecimento, o mais certo é que você irá se deparar com inúmeras frases e comportamentos negativos em torno da mesma crença. Elas precisam ser expostos totalmente para que a limitação seja melhor compreendida.

Uma boa ideia é anotá-las em um papel seguindo a seguinte estrutura.

Pense em algum problema que está te incomodando e o coloque em uma frase que tenha “porque”. Por exemplo:

“Estou sozinho porque ninguém me ama”. Esta pequena palavra de seis letras é muito importante para que se compreenda a crença limitante. Um pequeno exercício de análise pessoal consegue lhe levar longe e com profundidade suficiente nisso.

Em toda frase, depois do “porque” há um motivo. É ele que você quer trabalhar.

Agora, novamente, pergunte “por que” este motivo está acontecendo.

O ideal é repetir este processo até que não se tenha mais respostas para as perguntas. Geralmente você identifica sozinho o problema e pode sentir naturalmente que é a resposta mais coerente entre as examinadas no exercício.

Faça isso sozinho, livre de julgamentos pessoais, exponha o seu eu interior, seus medos, traumas emocionais e frustrações. É preciso se conhecer e se liberar para surgirem todos os sentimentos que acompanharem sua crença.

Este método te dará uma lista de motivos que te impedem de chegar ao seu objetivo.

Agora, quais deles são realmente verdades (“não consigo comprar um carro porque não tenho dinheiro”) ou quais são crenças realmente limitantes (“não sou promovido porque não sou inteligente”)?

É necessário realizar esse exercício com calma, estar com a cabeça livre de tarefas, e claro, ser objetivo em sua investigação. Ao final, você realiza a tarefa de analise pessoal sem ser guiado, mas tenha em mente que a falta de experiencia de um profissional deve exigir coerência da sua parte.

 

Reconhecendo as Crenças Limitantes

mudando o modelo de crençasDepois que você fizer a separação do problema, comece a avaliar quais são as consequências que este sistema de crenças está trazendo para a sua vida.

Buscar lembrar de oportunidades que você deixou escapar graças as suas crenças limitantes é importante aqui. Exercitar essa analise torna o problema mais notório e confirma os comportamentos com que você está lidando em detalhes mais específicos agora.

Então qual comportamento fez com que você deixasse de ter conquistado algo por pensar que fracassaria?

Lembre-se de todos os eventos, de como se comportou diante deles. Se possível, recorde-se mais daquelas sensação obtida no momento de agir de forma limitada. Essas informações acusarão o efeito oposto que você deverá utilizar para combater essa crença.

É preciso dar um novo significado a esse modelo de crenças e tornar sua mente mais forte e motivada a partir do que  extraiu da analise sobre seu objeto de crença. Por isso é importante você conhecer tanto o sentimento quanto comportamento desencadeado por ela.

Após coletar esses dados, projete-se no seu imaginário, recrie aquela mesma ação que era limitada por suas crenças, mas com pensamentos totalmente novos. Essa é uma ótima maneira de começar a enfraquecer as crença limitante e deformar elas em seu mapa de referencias.

Através de um exercício é possível simular sensações de esperança, coragem e força de vontade por exemplo. É a experiencia que você deverá criar para si através da imaginação agora!

 

Ressignificando as Crenças Limitantes

como superar crenças limitantesFaça um breve exercício de relaxamento e sente-se um pouco para exercitar sua mente.

Simule mentalmente você agindo da forma que gostaria de ter agido e com a sensação que contrapõe aquela que foi desencadeada em todos os episódios analisados por você previamente.

Busque criar a sua versão desejável ao realizar determinadas ações, que outrora foram limitadas, mas dessa vez, as faça em imaginação com êxito e excelência!

Substitua uma sensação por outra nova, assim como uma reação negativa por outra de valor oposto e que termina por solucionar seu problema alvo de limitação. Todas aquelas que foram levantadas por sua analise anterior devem ser refeitas.

Existem inúmeras formas de tornar a sua mente mais forte e motivada diante de qualquer situação. Vamos utilizar um exemplo comum para ilustrar isso.

Consideremos que você tenha medo de subir a serra porque tem a sensação de que seu veículo vai descer de ré e bater em todos os carros que estão atrás. Isso limita você na direção, e sua reação fisiológica é suar e tremer.

Então sobre relaxamento, feche seus olhos, tranquilize seus pensamentos e faça uma tela mental criativa se entregando ao momento.

Projete-se em seu carro, com todos os detalhes, suas sensação de força e motivação sob controle do veículo. Muitas vezes as crenças limitantes bloqueiam até essa criatividade, mas você pode a vencer facilmente pela própria criatividade.

Talvez demore um minuto para que você consiga simular as sensações internas necessárias para enfrentá-la. Mas busque tornar essas sensações vivas na mente e dirigindo suas ações, isso é imprescindível!

Imagine-se subindo a serra com seu carro forte e firme, ouvindo músicas que lhe motivam, curtindo a vista e simulando outras sensações de segurança e tranquilidade dentro de você. Imagine sentidos de tato ao tocar no volante, audição ao ouvir o vento e uma reação fisiológica diferente como sentir-se arrepiado.

Entregue-se com seus sentidos verdadeiramente a isso como em uma viagem interior.

Tudo pode ser feito no seu imaginário, um belo exercício de construção mental do que você deverá replicar na vida real daqui em diante.

Quando a chama da motivação para agir novamente da forma correta se acender, é o momento de usar mais da sua inteligência emocional para fortalecer a nova referencia sobre subir a serra. Uma ótima forma de fazer isso é criar frases que contrapõem sua crença negativa.

Por exemplo, diga: “Adoro subir a serra com meu carro, a vista é tão agradável e adoro sentir a potência do meu carro me levando para o alto, isso me faz sentir tão bem.”

A motivação e confiança para voltar a subir a serra de carro aparecerão cedo ou tarde pela própria linguística que você trabalhar na mente e nesse momento você terá toda a força de ação que precisa para se superar!

Esse processo é muito poderoso quando praticado com emoções próximas do real. Uma crença ao ser substituída por outra acontece num processo de repetição a partir de uma tela mental criativa. Não se canse dele, faça aos poucos como fosse em breves pensamentos, mas faça constantemente.

 

Conclusão

Dentro de poucos dias tudo estará diferente, principalmente quando os pensamentos positivo sobre aquele desafio começarem a surgir.

Aos poucos, algumas atitudes são percebidas, dia após dia. Alguma vontade de realizar aquela ação, antes limitada, pode começar a aparecer também. Isso sinaliza que você está desmontando aquela forte crença limitante e já está adotando o novo padrão mais forte que logo lhe fará estar mais motivado.

É preciso entender que o cérebro leva um tempo para mudar o seu comportamento e que a repetição é importante para fazer a sua mente entender que aquilo não é mais o certo, na medida que a substituição ocorre. O período mais interessante para exercitar isso é antes de dormir, então pratique sua tela mental criativa nesse momento.

É importante que a pessoa tenha conhecimento de que a crença limitante nada mais é do que uma visão distorcida da realidade e que faz com que você não atinja o seu potencial total. Para isso basta retocar internamente a visão para que ela se ajuste a seus reais desejos.

Imagine como seriam os resultados na sua vida caso você fizesse uma reprogramação mental para destruindo toda a sua insegurança por exemplo. O caminho é semelhante e você pode aumentar consideravelmente sua inteligencia emocional ao praticar isso.

É imprescindível que você reprograme a forma como estas ideias impactam em sua vida para alcançar as conquistas que sempre sonhou. Com muita criatividade e entrega de sentimentos construtivos dentro desse exercício, você alcança resultados transformadores de verdade!

Conheça os Reais Caminhos do Autodesenvolvimento

Ganhe um E-book Grátis e receba nossa serie de desenvolvimento pessoal para você superar os seus limites
Inscreva-se na nossa LISTA VIP