Inscreva-se na nossa LISTA VIP

E Ganhe Nosso E-Book
GRÁTIS !

🔒  Somos contra SPAM

Viver em sociedade sem compreender o que é empatia pode levar a falhas graves de comunicação. É o que ocorre com os filhos incompreendidos tentando fugir de casa ou dos pais pensando que estão lidando com outro adulto.

Compreender esse aspecto da comunicação interpessoal pode garantir grandes habilidades sociais. E claro, assegurar uma interação muito mais envolvente e frutífera com as outras pessoas.

Sabe aquela pessoa que tem o jeitinho correto de dizer as coisas?

Certamente esse “jeitinho” envolve muitos detalhes e o maior deles está no grau de empatia que temos com os outros. Pois com empatia, ganhamos a consideração dos demais, que compreendem as nossas palavras com todos os seus significados.

“A empatia é um elemento essencial da moralidade. E para as pessoas seguirem a Regra de Ouro da comunicação, ajuda quando elas se colocam no lugar das outras pessoas”

Podemos perder essa capacidade com o tempo, nossas palavras podem perder peso e os relacionamentos podem também passar a se deteriorar. Tudo por perdermos essa sensibilidade dentro das interações humanas.

Acredite, você pode gerar empatia naturalmente com outras pessoas sem nem se dar conta. E essa é uma atitude que implica como ser uma pessoa melhor em muitos os aspectos da vida em sociedade também.

Nesse artigo abordaremos esses conceitos para auxiliar você a compreender melhor o que significa empatia dentro da psicologia e para a neurociência. Certamente com esses conhecimentos, se revelarão as importâncias  dessa capacidade de comunicação tão desejável entre as pessoas.

 

O Que é Empatia?

Empatia significa o comportamento de esforçar-se para compreender as razões e emoções de outras pessoas, assim como suas motivações, desejos e intenções.

A empatia é um comportamento e não um sentimento como se possa pensar. Ela envolve a nossa inteligência emocional e possibilita grande habilidade social para obter a reciprocidade com outras pessoas dentro da nossa comunicação pessoal.

O significado de empatia se resume em colocar-se no lugar do próximo e abandonar a própria pessoalidade. Dessa forma tornando-se um avatar da outra pessoa para poder compreendê-la melhor.

Isso não significa que teremos o mesmo sentimento da pessoa ou que cativamos determinado sentimento por ela. Significa apenas que estamos tendo um comportamento empático diante dela.

“A empatia é muitas vezes definida como entender a experiência dos outros se imaginando na situação deles: compreender a experiência do outro como se ela estivesse sendo vivenciada pelo eu, mas sem o eu realmente a experimentar.”

Esse é um esforço pessoal utilizado geralmente para diminuir conflitos, buscar compreensão e fazer politica dentro de qualquer relacionamento. Geralmente uma pessoa é empática quando tem maior facilidade em lidar com pessoas, pois é sensível às percepções da própria comunicação.

Leia também → 5 Dicas Para Um Relacionamento Interpessoal De Alto Impacto

 

O Que Significa Empatia Na Psicologia?

duas pessoas tendo reciprocidadeNa psicologia social a empatia significa ter uma resposta cognitiva quando se adquire a compreensão dos sentimentos do outro e uma resposta emocional quando se adquire compaixão pelo outro.

Perceba que o significado científico dado aqui trata a empatia como um comportamento a priori. Mas a posteriori, ela pode gerar sentimento de compaixão com o próximo.

Por esse fato, vemos uma diferença entre empatia e simpatia, que podem ser confundidos como sendo sinônimos. Mas na verdade, são conceitos um pouco diferentes.

Enquanto a empatia é apenas a compreensão da experiência emocional vivida por outra pessoa, a simpatia envolve a experiência de ser movido pelas emoções da outra pessoa.

Tanto a empatia quanto a simpatia podem ser adquiridos por efeitos naturais de uma sintonia na comunicação.

O comportamento empático, no entanto, não leva imediatamente a compassividade. Mas reúne elementos essenciais para as pessoas se tornarem compatíveis na comunicação e sentirem-se psicologicamente mais atraídas e terem reciprocidade entre si.

Esses esfeitos psicológicos são também elementos-chave para o trabalho de profissionais da psicologia. Dessa forma eles podem compreender e solucionar melhor os problemas de seus clientes.

Dentro da psicologia, a empatia foi definida em 3 tipos que são:

  • A Empatia Cognitiva.
  • Empatia Emocional.
  • E Empatia Compassiva.

Vale ressaltar que esses termos são relativamente novos e hoje acompanham a área da inteligência emocional para os psicólogos sociais e cognitivos. E como foi descrito no artigo “Uma Breve História da Empatia” da revista The Atlantic:

“O termo existe apenas a um século mas ao longo de sua existência o seu significado mudou continuamente.”

Vejamos mais de perto esses 3 termos para compreender melhor o que é empatia.

Leia também → Entenda A Inteligência Emocional e 16 Maneiras De Melhorá-la

 

Empatia Cognitiva

Algumas vezes chamada de tomada de perspectiva, a empatia cognitiva significa a compreensão de como a outra pessoa se sente e o que ela pode estar pensando.

Esse fenômeno ocorre pelo conhecimento dos processos cognitivos que disparam comportamentos humanos comuns a todos nós e estão na área do pensamento, entendimento e intelecto.

Adquirir esse tipo de empatia pode ser muito útil para a área dos negócios, na motivação de equipes e interação entre pessoas para compreender pontos de vista diferentes.

Por outro lado, a empatia cognitiva pode ser facilmente perdida uma vez que a conexão emocional não existe. Isso significa que você não se coloca no lugar do outro emocionalmente, apenas compreende a nível intelectual a outra pessoa.

As pessoas que agem somente com a empatia cognitiva podem ser bons lideres, mas, por outro lado, podem ser vistos como pessoas mais frias e desapegadas.

 

Empatia Emocional

A empatia emocional significa compreender como a outra pessoa se sente e também o que ela pode estar pensando por conseguir sentir-se semelhante a ela fisicamente.

Esse tipo de empatia ocorre pelo reconhecimento sensorial ao deixar-se contagiar pela emoção do próximo e está relacionado a área do sentimento emocional e físico.

Esse tipo de empatia auxilia as pessoas em relacionamentos interpessoais, familiares e na área de saúde física e mental. Essa empatia no local de trabalho é importante para grupos de RH, dentro do marketing, para coaches e psicólogos.

Apesar de parecer uma vantagem na maioria das vezes, ter muita empatia emocional requer alguma ponderação e alto quociente emocional para não entrar no mesmo estado interno de outras pessoas e se deixar afetar ou ir além da compreensão dos sentimentos dela.

Em alguns casos, ao mesmo tempo que pessoas emocionalmente empáticas são afetadas, elas podem parecer inconvenientes, efusivas e até mesmo serem levadas a terem atitudes inapropriadas em certas ocasiões.

Isso pode levar ao esgotamento psicológico em algum momento.

 

Empatia Compassiva

Também conhecida como empatia completa, a empatia compassiva significa, além de compreender e sentir as sensações da outra pessoa, passar a agir mobilizando-se para ajuda-la.

Ela é considerada uma empatia completa por somar as 2 explicações anteriores. Pois se utiliza da área emocional e intelectual, já que além de identificar o problema do próximo, toma-se a iniciativa de planejar e solucionar o problema.

Esse tipo de empatia acompanha a maioria das vantagens, mas inevitavelmente tem desvantagens também.

Ela traz o reconhecimento, status social, inspiração e cumplicidade das pessoas, mas, por outro lado, as veste com o fardo da responsabilidade, traz cobranças e culpa.

No entanto, esse é o melhor exemplo que descreve o que é empatia de verdade. É o perfil dos lideres, criadores de soluções, pessoas inovadoras e benfeitores que também buscamos votar na politica.

Certamente por esse motivo a empatia compassiva é a maior propaganda politica que vemos na época das eleições.

 

Desvendando A Empatia Na Neurociência

homem e cachorro bocejando reciprocramenteCom as descobertas da neurociência, podemos presumir qual o significado da empatia para a nossa mente a níveis neurológicos.

O comportamento empático é conhecido como natural não somente nos seres humanos, mas em outros mamíferos e em algumas aves também.

Por mais que pensemos que isso seja apenas um comportamento entre humanos, nós também temos empatia com outros animais e eles conosco.

Segundo a teoria da simulação, a empatia é possível porque quando vemos alguém experimentando alguma emoção, nós simulamos e sempre representamos a mesma emoção em nós próprios.

A teoria ficou famosa pelas evidências dos neurônios-espelho presentes no córtex pre frontal medial. Região do cérebro envolvida com o planejamento, execução explicita e implícita do cérebro, que também é acessada quando interpretamos as ações de outras pessoas.

É por causa desse fenômeno que podemos bocejar somente por ver outra pessoa bocejar por exemplo. Ou ver em nós mesmos a sensação de tristeza por presenciar alguém chorando diante de nós.

Mas é importante saber que essa teoria compete com outras muito famosas como a teoria da mente que também se baseia em outros conhecimentos científicos muito importantes.

Essa teoria defende que podemos reconhecer o estado mental das pessoas nos baseando por regras cognitivas comportamentais humanas. Que são referências de aprendizado genético que já reconhecemos instintivamente como fazem outros animais.

Dessa forma, segundo a teoria da mente, podemos ser empáticos imaginando como nos sentiríamos em ocasiões semelhantes as outras pessoas e não por simular mentalmente o que elas estão sentindo.

Enquanto não existe consenso por parte da neurociência, nós podemos apenas imaginar os múltiplos processos que envolvem essa capacidade humana de compreender o próximo.

 

Conclusão

Uma vez que se conheça o que é empatia e todos os seus significados, ficam muito mais claros os níveis de comunicação, reciprocidade e entendimento que podemos ter com as outras pessoas.

As vantagens de descobrir esses conceitos são importantes, não somente para a carreira dentro da área profissional, mas também para os relacionamentos amorosos, familiares e outros que possam ser construídos por toda a vida.

No entanto, muitas vezes podemos perder a empatia com as pessoas que já conquistamos a nível intelectual e emocional. Elas podem estar dentro de casa, em nosso trabalho ou nos grupos de amigos.

Talvez o melhor conselho de como desenvolver empatia novamente com elas seja uma das dicas de ouro da comunicação. Ela se baseia simplesmente em tratar as pessoas como gostaríamos de sermos tratados.

Isso envolve nunca tratar as pessoas com indiferença, sermos solícitos e reconhecer as virtudes delas quando elas surgem.

Como a interação humana é feita por uma politica de trocas, é bom não falhar ao perceber os sinais de que está na sua hora de se comportar com empatia dentro de uma interação. Pois esse tipo de politica só funciona com trocas justas.

No final de tudo, ser uma pessoa empática pode tornar você uma pessoa melhor na comunicação e também garantir considerável habilidade social para o seu desenvolvimento pessoal.

Conheça os Reais Caminhos do Autodesenvolvimento

Ganhe um E-book Grátis e receba nossa serie de desenvolvimento pessoal para você superar os seus limites
Entre para a nossa LISTA VIP