Inscreva-se na nossa LISTA VIP

E Ganhe Nosso E-Book
GRÁTIS !

🔒  Somos contra SPAM

Você é daquelas pessoas que não sabe como ter motivação para estudar ou, assim que começa, sente-se com uma vontade enorme de fazer qualquer outra coisa?

Sente que não tem energia suficiente ou vive adiando os estudos, mesmo sabendo que é necessário manter o foco para conseguir estar preparado(a) para a chegada daquele concurso tão concorrido?

Bom, se respondeu sim, sugiro que leia esse artigo até o final e descubra as principais técnicas para manter a sua motivação nos estudos sempre em crescimento.

Pois estar engajado não é importante somente para quem precisa ter motivação para estudar para concursos, mas também para qualquer vestibulando ou universitário. E diversos fatores influenciam o nosso grau de foco nos estudos.

Alguns fatores trazem mais comprometimento, vontade e concentração, enquanto outros só o mantém procrastinando e afastado do seu objetivo, lhe fazendo até desejar que a prova seja adiada o máximo que puder.

Quem nunca se viu nessa situação incomoda de estar desmotivado para estudar na escola? É como precisar almoçar, mesmo que a comida esteja insossa ou indigesta.

É preciso equilibrar uma soma de fatores que tornem os estudos muito mais interessantes. Por isso reunimos neste artigo os principais truques mentais para você aprender como ter foco nos estudos.

 

Por Que A Procrastinação É Comum Nos Estudos

A desmotivação leva normalmente as pessoas a procrastinarem suas tarefas diárias. Isso geralmente acontece quando não temos uma grande urgência, então a mente prefere poupar energia para momentos críticos.

Existem muitas causas psicológicas para a procrastinação, e em alguns casos, a simples motivação já é a pílula para combater esses efeitos da falta de vontade de estudar.

No entanto, existem pensamentos que tornam as pessoas desmotivadas também. E caso você deseje aprender como ter foco nos estudos, é preciso lidar com elas.

Exemplos do porque as pessoas ficam desmotivadas nos estudos:

  • Uma visão pessimista sobre o próprio sucesso nas provas.
    .
  • Perda de percepção sobre a recompensa de longo prazo.
    .
  • Um grande foco sobre o sacrifício e custos do presente.
    .
  • Começar por metas não realistas para o momento.
    .
  • Falta de estratégia para focar metas mais promissoras.
    .
  • Não modificar pequenos hábitos chaves do bom rendimento.
    .
  • A indisposição para ter esforço pessoal e criar disciplina.
    .

É importante notar que obter foco nos objetivos de vida também consiste em retirar o foco sobre outras coisas. E aprender a estipular prioridades colocando um alvo a frente de cada vez.

Aprender como ter motivação para estudar pode resultar em mais foco e esse processo pode ser construído. Existem alguns truques mentais que favorecem uma mudança de mentalidade sem muitos esforços para isso.

 

Os Truques Para Uma Mente Preparada e Mais Motivada nos Estudos

A pressão por resultados, seja em vestibulares, ENEM ou em concursos públicos, faz parte da rotina de qualquer estudante. Assim, é preciso aprender a conviver com isso de forma inteligente e compensadora.

Aprender como ter foco nos estudos requer conhecer a química certa da mente também. Ela está no equilíbrio entre dever e prazer, que contribuem para a saúde mental, consistência no que se compromete e em como ter mais motivação para estudar.

Antes de tudo, não é possível aprender a ter foco nos estudos com boa qualidade quando fisicamente ou mentalmente você não está bem. Esse problema lhe impedirá de ser consistência na certa!

Para começar bem e sempre se manter engajado desde o início, assista esse vídeo com algumas dicas bem interessantes sobre como funciona a nossa mente para manter a qualidade do estudo sempre em alta.

A Motivação Para Estudar Vinda do Progresso na Qualidade do Estudo

Confira a seguir algumas dicas ensinando como ter motivação para estudar a partir de preparos que podem mexer com a sua mentalidade.

Artigo relacionado → Como Estudar Para Concurso em Pouco Tempo e Ser Super Competitivo

 

1. Gere Uma Mente Motivada com Pensamentos Positivos

Imagem mostrando smiles tristes sendo balançados pelo smile feliz

Pode parecer bobagem, mas estamos em uma era de muitas informações instantâneas que recebemos as vezes sem filtro, o que pode se tornar um problema!

Essas informações roubam o foco dos estudos, a atenção se dissipa e um grande esforço é necessário para retomar o mesmo nível de foco inicial. E evidentemente esse é um desperdício de recursos da mente e do tempo.

Somos influenciados positivamente e negativamente a todo momento. Mas a mente desmotivada se desequilibra facilmente, e pode se inclinar imediatamente a desviar sua atenção para coisas de menor importância.

Para ajustar esse foco nos estudos com mais comprometimento é preciso influenciar a mente positivamente. Trazer motivos lógicos e também lúdicos que possam manter ela realmente mais motivada.

Então, para aprender como ter motivação para estudar sem tensões contrárias, busque atrair pensamentos positivos, principalmente sobre o presente e o futuro que você está construindo.

“É como colocar mais ingredientes em sua fórmula pessoal de sucesso. Projetar o futuro de sucesso, mesmo antes dele existir de fato, é parte do processo de criação desse futuro que você tanto almeja!”

Esses tipos de técnicas podem lhe trazer maior aceitação e lhe colocar nesse processo mais focado. Pois ela é a melhor consciência que você pode desejar ter diante da desmotivação corriqueira, que hora ou outra poderá surgir.

Esses truques da mente podem mexer com o nosso modelo de crenças e nos fazer sentir experiências positivas sobre o que estamos focando. Use e abuse delas sempre que achar necessário!

Adote Crenças Que Motivam Você Com Os Estudos

Adote uma crença nova e positiva para se tornar supermotivado ao estudar. Formule frases otimistas e repita elas ao longo de sua sabatina de estudos periodicamente, como por exemplo:

  • “Quanto mais estudo, mais me aproximo dos conhecimentos exigidos pelo professor.”
    .
  • “Estou estudando e cada vez me tornando o candidato mais promissor do concurso.”
    .
  • “No passar do tempo, e quanto mais treino, mais portas se abrem para o meu futuro.”
    .

E cada vez que surgirem pensamentos contrários, troque o significado deles por outro mais próspero para você. E só termine seus pensamentos quando tiver criado uma afirmação que lhe traga vantagens.

As vezes é necessário negociar com a nossa mente, mas ela é muito sugestível. Esse tipo de indução não precisa de um hipnólogo e gera efeitos em muito pouco tempo.

Sabe quando você está caminhando e se percebe distraído? Esse é um ótimo momento para repetir suas frases de indução como fosse um mantra.

Sua mente é alimentada por tudo o que você vê, ouve e sente. Por isso, filtre cuidadosamente o conteúdo que ouvir, assistir, ou ler também. E isso inclui o que você repete para si mesmo na intimidade da sua mente.

Viva Experiências Positivas Criando Telas Mentais

Jornais impressos ou eletrônicos que só comentam tragédias e coisas ruins podem lhe sintonizar com o pessimismo quando você imagina eles, o que não ajuda em nada para criar sua motivação para estudar.

Eles podem inclusive imediatamente quebrar o seu padrão de pensamentos, gerando assim uma ansiedade desnecessária.

Escolha então ouvir músicas agradáveis, filmes, séries e documentários de assuntos relevantes para o seu bem-estar e com ligação aos seus objetivos futuros.

Selecione matérias que mostram casos de sucesso daquilo que você almeja alcançar quando concluir seus estudos. Consuma sempre esses materiais e tente trazer o que vê de bom neles para o seu imaginário.

E fuja de drama, terror, suspense e notícias de tragédias, a não ser que deseje ser um cineastra, jornalista ou dramaturgo.

Foque em coisas que lhe agradem e tenham ligação com o futuro que quer projetar para si. Então crie uma tela mental disso tudo.

O que quero dizer com tela mental?

Bem, se você quer ser um engenheiro(a), imagine-se como um(a). Projete-se mentalmente até seu ambiente de trabalho futuro e veja nos olhos da mente você realizando as tarefas que mais lhe instigam a ser um engenheiro(a) de verdade.

Suponha que você deseja ser um(a) decorador(a) reconhecido(a)? Imagine-se nessa realidade e sinta a recompensa de entrar em salões decorados com seu estilo e pelas suas mãos.

Essas telas mentais certamente lhe garantirão mais aceitação aos estudos e inconscientemente os tornarão menos duros do que antes ao passar do tempo.

Faça isso durante a noite antes de dormir e principalmente em momentos desgastantes. Esse pequeno trunfo da imaginação pode condicionar a sua mente e são uma forma de induzir você a como ter foco nos estudos.

Sim, é possível sentir-se com mais prazer e aprender como gostar de estudar!

 

2. O Sono é a Manutenção Para o Cérebro Aprender Melhor

Garota dormindo sob os livros sem motivação para estudar

Encontre a quantidade ideal de sono que o seu corpo precisa para repousar e ser revigorado. Isso ajudará na sua produtividade e disposição durante o dia inteiro.

Além disso, estudos revelam que retemos grande parte do conteúdo estudado enquanto dormimos, ou seja, para os vestibulandos e concurseiros de plantão, dormir é essencial!

Um sono constante, sem interrupções durante a noite e respeitando o seu relógio biológico é o que manterá sua mente limpa e preparada durante toda a sua maratona de estudos.

Essa consciência deve fazer parte da sua organização para estudar, e o levará a um aprendizado mais produtivo.

Use com sabedoria o seu tempo, o momento do sono e toda a sua dedicação nos estudos. Não pense que dormir é perda de tempo, ele é primordial para aprender, principalmente o sono reparador.

Caso você caia nos estudos logo após uma alimentação pesada, o seu desempenho não será tão proveitoso. Pois o sangue circulando em seu sistema digestivo é muito maior do que o necessário para o cérebro ter o bom aprendizado.

O pequeno truque é que, após uma alimentação pesada, como no almoço por exemplo, é comum seu desempenho nos estudos aumentar após um pequeno cochilo de 15 a 30 minutos.

Não precisa dormir profundamente, basta estar naquele estado de repouso mantendo a mente desligada de tudo, isso faz uma grande diferença para o seu sucesso ao estudar!

Acredita que isso é uma perda de tempo e estudar é mais importante?

Não mesmo, a qualidade do estudo é mais importante do que a quantidade de tempo que você estuda, lembre-se disso.

Artigo relacionado → Como Estudar Melhor e Aprender de Forma Mais Eficiente

 

3. Alimentar Melhor O Cérebro Pode Ser Motivador

Uma noz em forma de cerebro

Estamos falando de hábitos alimentares mais saudáveis aqui, e não de uma dieta ok, não precisa se preocupar. Mas faça o possível para adotar alimentos como uma estratégia para o seu cérebro.

Pode parecer que a alimentação não seja uma boa forma para ter mais motivação ao estudar, mas, na verdade, uma alimentação com baixa qualidade nutricional ocasiona cansaço, desânimo e perda de energia muito rapidamente.

Então é evidente que a alimentação tem ligação sobre como ter mais motivação para estudar, trabalhar ou qualquer outra atividade da vida.

Cedo ou tarde, o cérebro mal suprido diminui a concentração nos estudos, o que impactará negativamente sua performance. Isso apenas não é evidente na rotina de estudos por seus efeitos acontecem nos bastidores do nosso organismo.

Um bom truque para melhorar seu desempenho cerebral ao mesmo tempo que come, é o estímulo de recompensa com os alimentos mais importantes.

Quando você tiver cumprido uma pequena meta de estudos, seja revisar um capítulo de um livro, solucionar alguns exercícios ou qualquer outro objetivo de foco, faça uma pausa para comer.

Isso surte efeito como motivação para estudar, principalmente após habituar sua mente com esse mecanismo. Pois ela estará mais condicionada e esperando a recompensa com as novas metas seguintes.

Utilize essas pequenas recompensas que farão bem para o seu cérebro:

  • Nozes ou Castanhas do Pará
    .
  • Chocolate escuro
    .
  • Morango
    .
  • Uva
    .
  • Café
    .
  • Chá verde
    .

Todas elas são bem fáceis de conseguir e melhoram a memória, concentração e podem trazer bons estímulos de bem-estar além de obrigar você a fazer pequenas pausas estratégicas durante os estudos.

Crie esse habito, perceba como estudar fica mais agradável e como sua mente agradece. Sem contar que eles podem prolongar o seu estudo, tornando ele mais proveitoso.

 

4. Consumir Água Faz o Rio Fluir Mais Forte

Uma planta em forma de cérebro sendo regada com agua

Um estudo realizado com 447 voluntários na Inglaterra revelou que os estudantes que bebem água de forma regular possuem um rendimento 5% melhor do que outros alunos que não a consomem.

Segundo os pesquisadores das Universidades de East London e Westminster o consumo de água pode ter um efeito fisiológico que leva a um melhor desempenho, sendo possível aliviar inclusive a ansiedade.

Essa dica é supervaliosa pois o bem-estar é evidente por muitos aspectos. Consumir água faz bem para o corpo e mente, por isso, se ainda não tem esse costume, passe a adotá-lo imediatamente.

Saiba que nosso corpo não tem grandes mecanismos para nos avisar que precisamos de água. Nós temos a sede ou a boca seca, que quando se apresentam, é por estarmos no limite da falta de água.

Não permita que isso aconteça, pois as células do corpo quando estão sem água, funcionam com um rendimento muito inferior. E não existe forma como ter foco nos estudos sem um cérebro bem hidratado.

Quando nosso corpo está bem abastecido de água, nossas células realizam suas funções com menos esforço, nosso sistema digestivo funciona mais ágil, assim como a circulação e qualidade do sangue.

E leve em consideração a sua máquina de aprendizado. Afinal, como ter motivação para estudar se não temos um ambiente interno favorável para o cérebro funcionar bem?

Tomar pouca água pode realmente diminuir nossa concentração e fazer os estudos serem mais duros que o necessário, por isso, mantenha sempre uma garrafinha de água perto de você.

 

5. Tenha Foco Por Se Apegar Nas Pequenas Conquistas

boneco subindo degraus

Como se manter constante no compromisso com os estudos e ter a motivação necessária para cumprir eles até o fim?

Na obra de Teresa Amabile e Steven Kramer, “O Princípio do Progresso: Usando Pequenas Vitórias para Gerar Alegria, Engajamento e Criatividade no Trabalho”, os pesquisadores revelam que um dos grandes segredos da motivação é a celebração do progresso.

Aprender como ter motivação para estudar as matérias dos vestibulares ou concursos está dentro do caminho trilhado pelas pequenas conquistas, que se somadas, representam o seu grande objetivo da aprovação.

“É sobre metas pequenas que estou falando aqui. Celebrar elas é como ilustrar os degraus que pisou para subir progressivamente até o topo!”

A conclusão de um material, o término de uma videoaula ou o acerto de várias questões, entre outros exemplos, são as tarefas que nos mantêm em progresso.

Comemorar elas é o que mantêm nossa autoestima, empolgação e senso de compromisso sempre em evidencia. Esse efeito psicológico sustenta um melhor foco nos estudos ao longo do tempo.

Artigo relacionado → 74 Dicas Sobre Como Aprender Melhor, Mais Rápido E Profundamente

Exemplo de Método Para Se Motivar Progressivamente

Dê um passo por vez, se dedique aos pequenos conhecimentos adquiridos e se aperfeiçoe neles. O efeito final disso pode ser muito motivador para estudar e também ser uma forma de medir seu progresso com o tempo.

Ter conhecimentos bem treinados conduz seu sucesso nos estudos rapidamente. Basta que eles sejam comprovados pela pontuação de pequenas listas de exercícios ou por um resumo bem sintetizado por você.

Montar um método para você cumprir pequenos estudos com esmero lhe fará adquirir conhecimentos progressivamente. Ter essas “pequenas realizações” são a melhor forma para ter foco nos estudos que virão nos editais de concursos ou tópicos de uma matéria para exames.

Vejamos um exercício para colocar isso em prática e aprender como ter motivação para estudar progressivamente:

  1. Em uma folha em branco A4 escreva no centro o resultado final almejado.
    .
  2. Em seguida, pergunte-se: quais são os passos principais que preciso dar para ter esse resultado?
    .
  3. Faça três linhas saindo do seu objetivo final e escreva os três principais conhecimentos que você precisa obter para alcançá-lo.
    .
  4. Agora faça a mesma pergunta para cada uma dessas três conhecimentos: O que preciso fazer para alcançar essa meta?
    .
  5. Pronto! Agora você tem três ou mais tarefas que, quando finalizadas, completarão uma meta. E com a conclusão delas, você automaticamente conquistará seu objetivo principal.
    .

Esse é um antigo método de guerra conhecido como “Dividir Para Conquistar” e você deve perceber que é funcional para qualquer guerra interna também. Principalmente para encarar desafios que pareçam maiores do que você possa encarar no momento.

Esse exercício torna uma matéria grande, complexa e aparentemente impossível de ser compreendida em algo menor, com começo, meio e fim.

Além de possibilitar a sensação de pequenas conquistas, uma vez que a dividiu em pequenas etapas que você poderá cumprir.

 

6. Manter a Motivação Para Estudar Implementando Recompensas

cachorrinho ganhando comida como recompensa

Para quem não conhece o livro “O Poder do Hábito: Por Que Fazemos o que Fazemos na Vida e nos Negócios” é uma excelente obra de Charles Duhigg, que trata sobre assuntos práticos da vida.

O livro foi escrito após várias pesquisas e entrevistas realizadas com psicólogos, neurocientistas e outros profissionais da área. Como resultado, Duhigg defende a maneira que funciona a dinâmica dos hábitos, que são formados por três requisitos:

Gatilho – é o que inicia a escolha, consciente ou não, de agir daquela forma. Pode ser um horário, lugar, sentimento e etc.

Comportamento – é a própria ação, voluntária ou não, desencadeada pelo gatilho.

Recompensa – sentimento, positivo ou não, gerado após concluir o comportamento desencadeado pelo gatilho.

Basicamente o que você precisa saber é que os hábitos são formados por gatilhos, que quando acionados geram comportamentos. Já a recompensa, ela surge como um efeito do comportamento.

Tendo essa base de conhecimento em mente, é possível mudar e criar novos hábitos em nossas vidas e através deles aprender até mesmo como construir a autodisciplina em qualquer atividade.

Segundo Charles, eliminar um hábito ruim é extremamente simples, pois ele pode ser alterado ou substituído em busca, é claro, de um hábito positivo.

Se você percebe que sua motivação para estudar para concursos vem diminuindo com o passar do tempo por exemplo, é sinal de que será preciso trabalhar seu mecanismo de recompensas com mudanças de hábitos.

Para que essa mudança ocorra é necessário alterar os três componentes: gatilho, comportamento e recompensa.

Exemplo de Construção de Um Hábito Motivador Nos Estudos

Vamos exemplificar a forma como um hábito de estudos pode ser construído disciplinarmente e através dos estímulos corretos. Mas antes alguns conceitos precisam ser considerados.

É preciso saber que o comportamento não pode ser confundido com a recompensa. Isso porque certos comportamentos trazem satisfação pessoal, mas, ainda assim, eles não são a recompensa em si.

A recompensa precisa ser:

Imediata – ao finalizar a ação, é preciso receber imediatamente a recompensa. Juntar dinheiro para fazer aquela viagem dos sonhos chega a ser muitas vezes difícil porque você guarda um valor mensal para gastar somente daqui a um ou dois anos.

Clara – defina de forma clara qual será sua recompensa para cada tipo de ação. Como vimos, a recompensa precisa ser imediata, logo, saiba como será recompensado antes de iniciar o que precisa focar.

Sem Culpa – busque por recompensas que não trarão culpa e que sejam muito prazerosas. Se você está tentando não assistir aquela série que adora e se dá como recompensa assistir a um episódio se estudar por 2h, é possível que, ainda assim, você sinta certo grau de culpa devido às ações contraditórias.

De forma prática, siga os seguintes passos para motivar seus estudos:

  • Defina um horário (gatilho) para estudar.
    .
  • Em seguida, estude 50 minutos (comportamento/ação).
    .
  • Faça uma pausa de 10 minutos (recompensa).
    .

Nesse momento de se recompensar, assista algo que goste, interaja nas redes sociais, ligue para alguém, coma um chocolate, enfim, faça algo que seja prazeroso.

O exemplo acima é uma forma de administrar suas horas de estudos e como focar nos estudos também.

Assim como executar pequenas tarefas é essencial, a criação de hábitos atrelados a recompensas também é fundamental para aprender como ter motivação para estudar.

 

Não Espere Condições Ideais Para Começar a Estudar

Estudante com livros na mão esperando a chuva passar

Trabalhe sempre a sua mente para ser proativo e não cair nas armadilhas procrastinatórias de esperar as condições ideais para começar a estudar.

Eu gosto de uma frase que é muito utilizada pelo coach Bruno Juliani:

“Feito é melhor que perfeito!”.

Esperar condições perfeitas para começar a estudar é a maior crença limitada que um estudante pode criar para si. Ela contraria qualquer engajamento inicial para concorrer em concursos ou vagas de vestibulares.

“Comece e faça o melhor que pode com os recursos que você tem hoje!”

Por mais que a princípio surjam pensamentos de que não será possível alcançar o seu objetivo, por você não ter todas as ferramentas ou condições necessárias para fazê-lo, tranquilize-se!

Com o tempo você perceberá que essa crença mal construída é apenas a velha procrastinação. E ela está impedindo você de começar a reunir os recursos necessários e iniciar a construção da sua própria motivação para estudar.

Existem casos de pessoas que estudam em ambientes incômodos e barulhentos do trabalho durante suas horas vagas de descanso. Elas muitas vezes percebem que se adaptaram completamente, e passaram a se concentrar somente nesses ambientes mais tarde.

Talvez isso prove que até mesmo a solução de uma limitação pode criar outra. Mas também prova que limitações sempre existem, é superar elas que lhe confere vitórias.

É impressionante também como podemos construir a nossa realidade influenciando nossa mente. E tudo depende de um ponta pé inicial, um pequeno estopim para acender a chama da motivação.

A sua mente pode transformar a realidade com apenas alguns minutos de reflexão, principalmente quando você tem um foco bem claro sobre o que deseja para o futuro.

Ter gratidão é uma forma simples de ter motivação para estudar e talvez perceber as oportunidades seja o ponta pé inicial para isso.

Conheça os Reais Caminhos do Autodesenvolvimento

Ganhe um E-book Grátis e receba nossa serie de desenvolvimento pessoal para você superar os seus limites
Entre para a nossa LISTA VIP